quinta-feira, 9 de junho de 2016

As outras vantagens do ‘modo avião’

Produtividade, recarga mais rápida, ‘esconder-se’… Há mais utilidades do que você pensa



POR José Mendiola Zuriarrain

“Ponham seus dispositivos eletrônicos em modo avião e o encosto de sua poltrona em posição vertical”. São os avisos que os viajantes já estão acostumados a escutar antes da decolagem e aterrissagem. Mas, o que é exatamente o modo avião? Trata-se de uma função que os fabricantes incorporaram aos dispositivos móveis para cumprir as normas da aviação e que, basicamente, desativa todas aquelas funções que possam provocar interferências com os sistemas de navegação: o WiFi, a rede móvel do dispositivo, o Bluetooth e o GPS. O celular deixa de estar conectado. Entretanto, esse modo de segurança possui muito mais vantagens que o usuário pode aproveitar, e nem precisa estar dentro de uma aeronave.
Disparar a produtividade

Ficaram no passado os tempos em que os celulares só tocavam quando se recebia uma chamada. Agora os smartphones estão permanentemente conectados e o usuário, queira ou não, vive cercado de redes sociais, aplicativos de chat e demais serviços que fazem o celular apitar a todo momento. Talvez sem se dar conta disso, o usuário comum consulta a tela do celular em média 85 vezes por dia ou o equivalente a dedicar cinco das 24 horas do dia para ler notificações e executar aplicativos. Um despropósito em termos de produtividade que motivou os especialistas a aconselhar o uso do modo avião como única maneira de recuperar o controle do tempo. A devastadora influência dos celulares é tanta que a mera presença de um celular sobre a mesa determina a profundidade da conversação entre duas pessoas.
Economia de bateria

Quem viaja com frequência de trem ou vive em regiões com escassa cobertura sabe muito bem: a bateria do celular acaba em pouquíssimo tempo e o usuário pode se ver obrigado a recarregar no meio da manhã. Isso acontece porque o dispositivo emprega cada vez mais recursos à medida que nos afastamos das antenas e, ao mesmo tempo, procura outra antena que ofereça uma qualidade de sinal superior. Esse coquetel explosivo termina por esgotar as reservas de um celular que ofereceria um rendimento muito superior no centro de uma área urbana. Mas não é preciso desconectar-se completamente do mundo para evitar uma perda exagerada de bateria: é possível ativar o modo avião e, depois, conectar-se a uma rede WiFi para usar o WhatsApp ou ler o e-mail mantendo os demais serviços desconectados, algo que pode ser interessante em edifícios com pouca cobertura de celular.
Recarga mais rápida

Se a bateria do celular está no mínimo e temos pouco tempo para recarregar, é recomendável ativar o modo avião porque o tempo de recarga diminui. Não há um consenso claro sobre quanto tempo economizamos ao recarregar o smartphone com o ‘modo avião’ ativado, já que depende de mais circunstâncias, mas nessas situações de pressa, poucos minutos fazem a diferença. Por que a bateria carrega mais rápido com o celular no ‘modo avião’? O dispositivo desativa os serviços que já mencionamos e, com isso, a recarga é mais rápida porque quase não há consumo durante o processo.
Ler as mensagens de incógnito

Trata-se, sem dúvida, de uma das vantagens colaterais de manter-se desconectado. O modo avião permite ler as mensagens do WhatsApp e do Facebook sem que nosso interlocutor saiba. É um pequeno ganho de tempo para quem deseja desfrutar de mais alguns momentos antes que o temido online delate sua presença e disponibilidade. Evidentemente, assim que se desativar o modo avião, os aplicativos delatarão a leitura das mensagens e nossa disponibilidade.
ORIGEMhttp://brasil.elpais.com/brasil/2016/06/07/tecnologia/1465289600_958618.html