sexta-feira, 27 de maio de 2016

A luz é a única roupa que as cobre

O fotógrafo francês Dani Olivier tem um objectivo de carreira: "homenagear o corpo feminino através da criação de imagens belas", disse ao P3 em entrevista, via e-mail. Começou, em 2007, por experimentar projetar imagens nos corpos das suas modelos e capturar os movimentos em longa exposição. "Todos os efeitos são criados no momento em que fotografo. Não retoco as imagens. O corpo deve estar totalmente despido para evitar contaminação de outros elementos temporais. O fundo é negro e sem quaisquer acessórios." Dani Olivier reconhece que a ideia não é nova e que já foi testada por Man Ray, em 1930, por Lucien Clergue, em 1980, e Werner Bischof, em 1950, mas "havia ainda muito por explorar" para que desistisse de desenvolver o seu trabalho. "Já faço experiências com projeções de imagens há oito anos e já testei muita coisa: desenhos diferentes, formas de corpo diversas, posições, tipos de luz. Se o resultado não for interessante, tento algo diferente. Se vir algum potencial, melhoro o desenho até obter o melhor resultado possível." Na sua conta de Instagram, é possível ver os modelos e as projeções em movimentos. (INSTAGRAM:https://www.instagram.com/p/_-v4yDlGUJ/?taken-by=daniolivier_abstract_nudes)
































 ORIGEM DO TEXTO E DAS FOTOS http://p3.publico.pt/cultura/exposicoes/20620/luz-e-unica-roupa-que-cobre