domingo, 15 de novembro de 2015

TERROR NA FRANÇA.... E TUDO EM NOME DE UM 'DEUS'

“Em nome de quê?”, interrogam-se os franceses FOTO AFP/LOIC VENANCE

A minha vontade era dar o ano de 2015 como oficialmente terminado, e só voltar a escrever em 2016, mais... como tenho absoluta certeza que 2016 será infinitamente pior,  então vou continuar fingindo que estamos bem, ou de uma outra maneira,  fingindo que estamos SALVOS. Na sexta-feira enquanto PARIS ardia em chamas, lagrimas, dor e gritos, li um comentário de alguém na pagina do The New York Times no facebook dizendo 'que todas as semanas atentados similares acontecem no Oriente Médio, e nem por isso tinha essa espetacularização da mídia', havia muitas curtidas, etc, acho que até curtir, o sujeito disse a verdade, só esqueceu de realçar, que nós AMERICANOS somos cria da Europa, somos direta e indiretamente filhos de europeus, portanto quando algo incomum acontece na Europa a tendencia é que isso nos atinja de forma similar, obvio. Aqui no Brasil a hipocrisia não foi diferente, tem gente comparando o desastre em Mariana , com os atos terroristas  em Paris, ou seja, tem gente que além de hipócrita é covarde, algo bem peculiar nosso, bem sei.



Em relação ao dia 13 de novembro de 2015, acho que ao contrario que muitos andam dizendo, os fatos mostram que PARIS perdeu, que a França perdeu essa guerra, não existe mais a PARIS que conhecemos, ou fingimos conhecer, essa PARIS já não existe, o que virá daqui por diante, é exatamente isso que acabamos de assistir, meses de calmaria para horas de caos, luto e desgraça. E o mais indigesto, TUDO EM NOME DE UM DEUS. Tentar negar isso, ou que a vida continua e que nossos VALORES SÃO INEGOCIÁVEL, só aumente o ódio, de ambas as partes. Nesse caso, o que fazer daqui por diante??

ESSA É A QUESTÃO, O QUE FAZER DAQUI POR DIANTE