quinta-feira, 20 de agosto de 2015

SONHO DE TODO BRASILEIRO: FUNCIONÁRIO PUBLICO


O filho do pobre sonha em se tornar funcionário da Prefeitura, do Estado, ou da Policia Militar, Civil, o filho do rico sonha em se tornar funcionário do Ministério Publico, do Judiciário, da Petrobras(sim querendo ou não quem trabalha na Petrobras, quem entrou lá através de concurso publico, é sim funcionário publico, como outro qualquer, por ex: você conhece alguém vivo funcionário da Petrobras, da Caixa ou do Banco do Brasil que foi DEMITIDO, seguindo as normas da CLT???)  ou de alguns dos quase 40 Ministério da Dilma. Esse é o sonho de uma nação, estuda-se obstinadamente para passar em Concurso Publico. Conheço uma galera em Brasilia que todos os membros da famílias são funcionários públicos, também conheço uma família em Ipanema que o casal é funcional publico da Petrobras, e suas duas filhas estão bem encaminhadas para abocanhar uma vaquinha, digo uma  vaguinha na empresa. 

Muitos europeus estranham , o porquê de um pais de proporções continentais nunca ter ganho um misero Nobel, sendo que a Argentina tem vários, é simples: Aqui nós não formamos cientistas, engenheiros, biólogos, matemáticos no sentido estrito do termo, aqui formamos esses profissionais para serem funcionários públicos, é isso que almejamos, que lutamos, que suamos, da infância a universidade. 

Ser funcionário publico municipal, estadual ou o paraíso, o FEDERAL é de fato o sonho de uma nação, do Brasil, do brasileiro,  afinal, ser funcionário publico no Brasil equivale a ter estabilidade, ter benefícios infinitos, a responsabilidade é minima, o salario gratificante etc, etc e tal, o sonho de todo pai, de todo um país.

Logico, não é nenhum desmérito viver e morrer como um funcionário publico, assim como não é nenhuma honraria, muito pelo contrario, funcionário publico   tupiniquim seja ele quem for, é um ser indiferente, indiferente ao seu pais e a si mesmo, apesar que, para ele, tudo faz sentido,  passar uma vida inteiro sob o protetor sagrado do ESTADO.

Quando uma nação adestra magnificamente seus filhos a se tornarem funcionários públicos, podem acreditar, essa nação nunca vai além da mediocridade vigente, ou de uma outra maneira, nunca vai além de sua própria insignificância perante o resto do planeta, pois assim tem sido no decorrer de nossa historia.