sexta-feira, 17 de julho de 2015

CADA SOCIEDADE É RESPONSÁVEL PELOS ATOS DE SEU GOVERNO


Certas obviedades soa estranha de tão obvia, essa é uma delas:

Cada pais, estado, município é sim, literalmente responsável pelos atos de seu  governo, independente se esse faz uma excelente ou uma macabra administração publica, e não apenas no quesito democracia, isso serve também para ditaduras e governos genocidas. Estou cansado de ler israelense criticando ferozmente o governo de ISRAEL, venezuelano criticando o governo da Venezuela, cubanos criticando pateticamente os irmãos Castros, como se eles mesmos não fossem CÚMPLICE desses governos, aqui no Brasil a situação não é apenas idêntica é também grotesca. Se a maioria aceita, se a maioria é subserviente e covarde, é isso que prevalece. Nenhum governo se sustenta por muito tempo sem o apoio incondicional de mais da metade de sua população.

O que ninguém comenta é que toda forma de subserviência é sinônimo de covardia e comodismo algo por sinal tipicamente humano, nós aceitamos a MANIPULAÇÃO da mesma forma que o cachorro aceita o cabresto, mesmo tendo consciência e poder de, a qualquer momento morder violentamente quem ameace colocar esse cabresto. Se 100 pessoas apoia algo, e 10 ou 15 critica esse mesmo algo, não adianta ir além, sob o calculado risco de se tornar numa especie de HOMO-HIPÓCRITA , de alguma maneira você está sendo cúmplice dessa situação.

Alemanha nazista foi derrotada por exércitos estrangeiros, não por alguma revolta de seus cidadãos, a Coreia do Norte é o que é, graças a sua própria sociedade. de repente eles estavam felizes, de repente os norte-coreanos são felizes. Ou de uma outra maneira, quanto mais corrupta, incompetente e assassina for um governo, mais cúmplice SOMOS. Quem discordar desse post, faça o obvio: cale-se, ou, morra tentando mudar a essência HUMANA.

Se cada pessoa tiver a real percepção do que acontece de fato,  em seu pais, estado ou município, podem apostar, algo além de uma simples critica coletiva vai acontecer. Ou seja, reconhecer que somos CÚMPLICE de NOSSOS GOVERNANTES, seja ele qual for, é, definitivamente,  o primeiro passo para mudar algo no mundo.

E ISSO É DEFINITIVO