quinta-feira, 30 de julho de 2015

100 RESPOSTAS, PARA "100 perguntas sem respostas"


Confesso, sou um ser que acredita que existe RESPOSTA para tudo, para todo tipo de questionamento envolvendo o homem, a natureza e o universo, pouco importa se você é um ser angustiado a ponto de gastar um absurdo de sua imperscrutável vida procurando responder questões existenciais  que nada vai acrescentar na sua vida, dai que quando li um jornalista escrever um texto com esse titulo: 100 PERGUNTAS SEM RESPOSTAS, não resisti, pois bem, vou responder todas, ou quase todas, não que não tenha as respostas e sim que algumas são, tão, tão, tão sem sentido, de tão obvias, que vou responder no estilo sarcástico. Ia esquecendo o nome do jornalista é ARNALDO BLOCH, provavelmente alguém  da família 'MANCHETE', eis ai o link do texto http://oglobo.globo.com/cultura/100-perguntas-sem-respostas-16960541

Ok, feita essa prosaica introdução vamos as perguntas e  suas respectivas respostas:

1. Quem somos?

Perante a grandiosidade e a complexidade do universo, somos um VERME. Simples, e desafio qualquer um a provar o contrario.



 2. De onde viemos?

Por uma obra do acaso viemos do planeta KIOIUII0987, UM PLANETA QUE VAI SER DESCOBERTO DAQUI A EXATOS 6 ANOS E 3 meses.

 3. Para onde vamos?

Para debaixo da terra ou para o crematório, não há a menor possibilidade, mesmo que remotamente de haver uma terceira opção


 4. Algo existe?

Sim

 5. Por que existe algo, em vez de nada existir?

Porque 'algo' é mais plausível de acreditar e defender do que o 'nada existir'

 6. De onde vem o que existe?

Da mesma percepção do que 'algo existe'

 7. Se houve um começo, o que havia antes?

Você que afirma que 'houve um começo'

 8. Se antes não havia nada, do que era feito?

Sempre houve algo, portanto sua pergunta não faz sentido

 9. Se o nada era vácuo, onde se situava?

Em algum pontinho obscuro lá nos confins do universo

 10. É possível algo ter sempre existido?

Obvio

 11. Ou que tudo tenha sempre existido?

Nem tudo sempre existiu, você, por exemplo só surgiu recentemente

 12. É possível que algo vá sempre existir?

Com absoluta certeza

 13. Se tudo tem um fim, o que virá depois?

Se esse tudo,  você se refere a 'nós',  não haverá depois

 14. A mente é capaz de conceber o nada?

Impossível

 15. Como é o nada?

O termo 'nada' só existe para justificar nosso infinito pedantismo  perante o universo, ou para ser mais explicito, perante a natureza. Sendo assim sua pergunta é no minimo esdruxula. Pergunte algo mais convincente, por favor?

 16. Como é o infinito?

Não percepção humana tudo é infinito, exceto nossa existência. Então, de qual infinito você se refere??

 17. Como é a eternidade?

Nossa existência, nossa vida é incompatível com esse tipo de questionamento, não podemos ir além de nossa própria morte, a menos que seu egocentrismo seja superior a sua insignificância enquanto ser vivo.

 18. Ou o nada só é possível após a morte, posto que dela nada se perceberia?

De novo esse papo furado de NADA, como assim nada, tente perguntar de uma outra maneira.

 19. Há uma vida após a morte?

Não, e desafio qualquer ser humano, aliais, desse e do outro mundo a provar o contrario.

 20. Houve uma vida antes da vida?

Logico

 21. A mente é capaz de enxergar o absoluto?

Se não somos capaz nem de enxergar e valorizar a própria natureza que nos cerca, o que dirá então do ABSOLUTO.

 22. Existe o absoluto?

Em termos terrestre sim, universal não

 23. Existe uma coisa em si?

Se 'algo existe' então existe 'uma coisa em si'

 24. O que é o eu?

É uma forma medíocre de exaltar nosso egocentrismo.

 25. O eu está dentro do ser?

Em absoluto

 26. O eu é aquele que é visto de fora do ser?

Basicamente

 27. O eu de dentro pode se somar ao eu de fora?

O termo hipocrisia explica tudo


 28. É possível alguém “se enxergar” de uma maneira completa?

Não, se somos adestrados para   certas finalidades, a resposta é não.

 29. O que é o outro?

É tudo aquilo que não conseguimos enxergar, aceitar em nós mesmos.

 30. É possível se colocar no lugar do outro?

Somos uma sociedade, o termo compaixão existe para responder esse tipo de questionamento. Sim. Entretanto quase sempre negamos essa possibilidade como se fosse algo inverossímil.

 31. O que é o amor?

Uma formula básica de aceitar o outro

 O amor existe?

Sim, ainda que inconscientemente

 32. A mente é capaz de entender um limite material que não possa ser “furado”?

Negativo.

 33. Um deus todo-poderoso, ou qualquer tipo de deus, existe?

Sim Deus existe, qualquer tipo de deus existe, cada ser tem uma inesgotável capacidade de fecundar um tipo de deus de acordo com suas necessidades que varia de acordo com sua cultura, tradição e aquele papo furado de sempre.

 34. Se existe, o que é?

Nosso amigo imaginário

 35. Se existe, como é?

Depende de nossa imaginação, cada um tem sua própria forma personalizada de seu deus.

 36. Se existe, quem o criou?

A mente humana, a mais poderosa maquina do planeta.

 37. Se existe, o que havia antes dele?

Sendo Deus uma criação exclusiva da mente humana, sua pergunta é no minimo patética.

 38. Se ele criou tudo, onde estava antes?

Acreditar nesse Deus que você quer forçar que eu acredite, é o mesmo  que acreditar que ele só surgiu depois do holocausto na Alemanha e no Japão, ou depois do evento dos padres pedófilos,  quer mesmo continuar nesse assunto.

 39. Se criou, foi a partir do nada que ocupava?

Não entendi

 40. Se criou, criou outros mundos?

O universo é isso, algo incompreensível para a mente humana, dai que as vezes somos obrigados a ler esse tipo de questionamento.

 41. Se era imaterial, onde se situava?

Quem lhe disse que era imaterial?

 42. Existe um só universo ou vários?

É como a crosta terrestre

 43. Quantos universos existem?

Você já fez essa pergunta

 44. Qual o tamanho do multiverso?

Você anda vendo muitos filmes de Hollywood

 45. Algo infinito tem um tamanho?

É o mesmo que perguntar se nosso egocentrismo tem tamanho

 46. Quantas dimensões existem?

Não é 4 nem 10 o numero exato é 7.

 47. É possível somar dimensões?

Tudo é possível

 48. Há vida fora da Terra?

Os vermes povoam o universo, então a resposta é sim.

 49. A distância permite testemunhá-la?

Sim, estamos próximo desse momento

 50. Qual a natureza da gravidade?

Vou ficar lhe devendo essa, se nem Einstein conseguiu convencer, o que diria eu.

 51. Qual a natureza do tempo?

O objetivo é fomentar a existência humana, ou seja, o tempo como conhecemos só existe para nós, para o resto é imperceptível.

 52. Divino ou não, o Universo é permeado por uma inteligência natural?

Inteligencia natural, inteligencia artificial, qual o proposito em saber desse detalhe,  em algo tão SUBLIME, isso  em relação a sua grandiosidade e complexidade, não tem nada haver com inteligencia ou algo do tipo, Se se formos considerar que o universos está em constante evolução, mesmo quando se destrói, isso não chega a ser totalmente inteligente, dai que esse tipo de questionamento não tem sentido perante seres tao inexpressivos.

 53. Se há , ela é capaz de uma “liberdade”?

Não há liberdade no universo, o que há é complexidade

 54. Existe liberdade?

Todos os seres são livres, nascem livres, não existe pior prisão do que aqueles meses  que ficamos antes de nascer.

 55. O que é ser livre?

Ser verdadeiramente livre é tão somente respirar orgulhosamente o AR que nos permeia.

 56. Podemos modificar o curso de eventos?

Sim, nesse quesito o homem é profissional, pelo menos no que diz respeito ao planeta.


 57. Ou seguem um desencadeamento lógico?

Idem resposta 56

 58. A autonomia é uma ilusão?

Sim

 59. Somos um, ou tudo?

Um

 60. Existe alma?

Não

 61. Se existe, onde está?

Por essa logica sou forçado a acredita que a nossa nobre formiga tem alma, afinal em que somos superior a elas.

 62. Está “lá fora”?

....

 63. Ou é só um nome para o pensar?

Quem perde tempo pensando em alma, deveria priorizar mais seu TEMPO.

 64. O pensar é só fisiológico?

É

 65. A espécie irá sobreviver?

Não há, por mais remota que seja, essa possibilidade. Não.

 66. Uma coisa é capaz de pensar?

Se você pensa, então, obvio a resposta é sim.

 67. O ser vivo é melhor que um objeto?

Infinitamente

 68. A alma é um objeto?

De novo esse papo de alma, se continuar com essa idiotice vou parar por aqui mesmo.

 69. Os sonhos fazem parte do real?

Todo sonho é real.

 70. O que é o real?

É aquilo que entendemos como tal.

 71. É o que se vê, sente, toca, ouve, diz?

Não.

 72. O que não se vê é real?

É, depende da percepção e da imaginação de cada um. Se o sujeito com 90 anos diz que seu Deus é real, quem há de lhe contradizer?

 73. O que um cego vê é menos real?

Não;

 74. Existe o bem?

Logico.

 75. Existe o mal?

Também.

 76. O bem e o mal são culturais?

Não, ambos são intrínseco ao ser humano, ou melhor na maioria dos seres.

 77. O humano é importante para o cosmo?

É piada meu amigo?

 78. O humano está no topo da evolução?

Não, o homem é sublime apenas no seu próprio contexto, não sua própria visão, para o resto somos seres imperceptíveis, literalmente falando.

 79. A ciência pode tudo?

Sim, desde quando ela tenha evidencias.

 80. Alguma coisa é verdade?

Sim, a putrefação humana.

 81. Algo tem uma resposta definitiva?

Sim. Principalmente em relação a tudo que diz respeito ao HOMEM.

 82. A razão tem razão?

Não, a razão é apenas uma lenda

 83. A razão desconhece suas razões?

Em se tratando de mito, com certeza.

 84. A vida é bela?

Não, é sublime

 85. O que é o belo?

É tudo que é conveniente,  a nossa cultura, costumes, tradição e por fim egocentrismo.

 86. Existe o belo ou ele é só o medo?

Literalmente não existe o belo, não em se tratando de ser humano, entretanto a natureza preenche  magnificamente esse termo.

 87. A concórdia é possível?

Impossível, nossa vida é uma eterna guerra, não era para ser  assim, mais vivemos de forma tão covarde e comoda que esse conformismo se torna um tormento.

 88. A espécie é viável?

Não, nunca foi, e com o passar do tempo, aos poucos estamos chegando nessa estupenda conclusão.

 89. A consciência é uma coisa boa?

Sim

 90. A consciência da morte é o fim?

Não, se tivéssemos de fato a consciência da morte, possivelmente isso seria o começo de um ser humano minimamente HUMANO.

 91. Ainda é possível olhar a noite?

Sim, ainda que você esteja morando num shopping center, ainda assim a noite chega.Ela vai sempre existir, sempre vai se fazer presente. A noite é irmã siamesa da morte.

 92. O humano permanecerá humano?

O termo humano é apenas uma força de expressão, no significado que criamos para esse termo é impossível, um ser que se delicia vendo sua própria imagem sofrer, não é humano.

 93. Seremos máquinas?

A mediocridade vigente nos faz pensar que sim.

 94. Somos máquinas?

Não.

 95. Temos algum poder?

Sim, o poder supremo de destruir a nós próprios e o planeta, nesse ponto somos deuses.

 96. Sabemos algo?

Se soubéssemos, você não teria feito 100 perguntas idiotas, e eu não teria gastado meu precioso tempo respondendo com resposta não menos idiotas.

 97. A existência é a charada?

Existência de quem,  a sua , a minha ou a do pato?

 98. Ou, simplesmente, nos é dada?

Somos apenas sobras do resto. Ou de uma outra maneira,  o acaso do acaso.

 99. Sabemos viver?

Alguns homens sabem, outros não, nesse momento, os africanos, aqueles que moram em alguma aldeia isolada de tudo, esses sim, vivem plenamente.

 100. Saberemos morrer?

O que estraga o ato de morrer é a imprevisibilidade da mesma, se soubéssemos antecipadamente o dia, a hora, os fatos de nossa morte e ato continuo daqueles que amamos, ´provavelmente  teríamos um outro olhar sobre a morte, ela poderia ser,  até EDIFICANTE. A resposta então é NÃO.

Já acabou?