terça-feira, 9 de junho de 2015

Parasita encontrado nos gatos aumenta risco de doenças mentais



"A doença toxoplasmose, causada pelo parasita toxaplasma gondii, pode causar cegueira, sintomas de gripe, problemas no desenvolvimento dos fetos, abortos ou transtornos mentais.

Os gatos são os companheiros eleitos por muitas famílias e no YouTube não faltam vídeos que mostram brincadeiras entre os donos e os seus animais de estimação. Mas alguns têm um parasita chamado toxaplasma gondii, encontrado nas fezes dos animais, que pode ser transmitido para os humanos e, segundo os investigadores, causar sérios danos.


O estudo do Stanley Medical Research Institute, publicado no Schizophrenia Research, comparou duas investigações anteriores e encontrou uma ligação entre a posse de um gato durante a infância e o desenvolvimento de transtornos mentais graves, como a esquizofrenia, mais tarde, na vida adulta.
Na investigação, os responsáveis analisaram dois mil questionários conduzidos pelo National Alliance for the Mentally Ill de 1982, e descobriram que 50% das famílias com crianças que desenvolveram uma doença mental grave tinham gatos na sua casa durante a infância da criança.


De acordo com o Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças, 60 milhões de pessoas nos Estados Unidos podem estar infectadas enquanto a nível mundial, um terço da população pode ter o parasita – que é, segundo o mesmo estudo, o mais comum em países desenvolvidos. Para a maioria não é um problema mas, para algumas pessoas com um sistema imunitário mais fraco, a condição causada pelo parasita, chamada toxoplasmose, pode ter consequências graves.


Nas mulheres grávidas, pode levar a abortos ou problemas no desenvolvimento no feto. Mas várias investigações mostram que há uma forte ligação entre as doenças mentais (como a esquizofrenia e o transtorno bipolar) e este parasita.


E. Fuller Torrey, um dos investigadores, realça que este é o terceiro estudo que encontra esta ligação entre o parasita e doenças mentais mas diz, em entrevista à CBS News, que há precauções que podem ser tomadas para proteger os mais novos. “As crianças podem ser protegidas mantendo o seu gato exclusivamente dentro de casa e tapando a caixa de areia sempre que esta não estiver em utilização.”


O Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças recomenda também a limpeza diária da caixa de areia do gato e diz que se deve evitar alimentar os gatos com carne crua ou mal cozinhada. Já as mulheres grávidas devem evitar a limpeza das caixas ou, em caso de necessidade, devem usar luvas descartáveis. No fim, não esquecer de lavar bem as mãos com água e sabão"

ORIGEM DO TEXTO: http://lifestyle.publico.pt/noticias/349524_parasita-encontrado-nos-gatos-aumenta-risco-de-doencas-mentais