quarta-feira, 22 de outubro de 2014

NÃO HÁ O QUE DIZER

Vicent Van Gogh


Domingo passado recebi um e-mail de uma fã do blog estranhando minha 'santidade' nessas eleições 2014, segundo ela, tirando aquele post sobre o BANDIDO que a população do Estado do Tocantins orgulhosamente elegeram, nada mais de relevante publiquei.

Minha resposta é: Não há o que dizer, essas eleições são caracterizada por duas palavras ODIO e MEDO, diante de expressões tão fortes até 'EU', me recuso a comentar, a escrever sobre um dos momentos mais melancólicos da nossa dita democracia que são essas eleições Brasil 2014.

Vejam bem, ta tudo, tão, tão, tão podre, que até mesmo um especialista em putrefação humana - que é especificamente o meu caso -  se recusa a comentar.

Uma rápida e discreta passada pelo facebook-Brasil dá a dimensão exata dessa podridão, desse ódio, desse propagado e as vezes idolatrado medo que o brasileiro cegamente e alienadamente tanto DEFENDE.

Tô fora.