segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A NATUREZA E O HOMEM. A FATALIDADE E O CRIME


Quando um terremoto provoca centenas de mortes, quando uma tsunami  provoca milhares de mortes, quando uma chuva, uma avalanche causa mortes, logo, foi uma fatalidade, por mais DOR que essas mortes representam, não podemos ir além , foi uma FATALIDADE. De repente, de tempos em tempos a própria natureza controla o fluxo desordenados de seres humano no planeta, nada pode ser feito para impedir esse rigoroso controle de natalidade própria da natureza, e, queiramos ou não, nós os iluminados seres humanos, somos apenas isso, fruto da natureza. É razoável afirmar que a natureza tem todo o direito de impor, as vezes milhares de mortes em um único dia. Quem vai provar, ou declarar algo em contrario??

O mesmo não podemos afirmar em relação ao homem,  como parte desse mesma natureza, nós não temos o direito de destruir, os mesmo de estrangular essa natureza, o que dizer então de si mesmo, de destruir desordenadamente seu próprio semelhante. Quando acontece  CRIMES DE GUERRA como esses que estamos acompanhando AO VIVO, em relação ao massacre de ISRAEL na FAIXA DE GAZA, CAUSA REVOLTA, afinal todos estão vendo que se trata de crianças, de pessoas indefesas, de seres inocentes, nesse caso qualquer individuo que defende aquela ladainha hipócrita que Israel tem o direito de também se defender,  age como um monstro-hipócrita, desumano e cego. O que ISRAEL faz não tem desculpas, não tem defesa. O mesmo podemos dizer em relação a SÍRIA, em alguns países Africanos, Asiáticos e etc.

Existem centenas de denominações para o termo CRIME DE GUERRA, NENHUM É MAIS AVASSALADOR E REPRESENTaTIVO QUE ESSE: A INDIFERENÇA HUMANA. Ao tratar  com indiferença tudo isso, estamos negando que fazemos parte da mesma natureza, da mesma natureza terrestre e humana, somos fruto disso tudo, da mesma natureza, a diferença é, o homem se comporta de uma forma tão SUPERIOR-SUBLIME que terminamos por achar que somos de fato algo ESPECIAL, não SOMOS, provavelmente somos apenas egocêntricos e um pouco retardado.

Toda guerra merecia ter o mesmo 'Status' do holocausto, e das bombas atômicas no Japão .enquanto vermos as guerras do século XXI pelo lado ideológico e egocêntrico, vamos patrocinar direta e indiretamente atos desumanos, feito com a própria percepção de HUMANIDADE, no sentido que cada um defende seu próprio legado humano de ser , de pensar e de se comportar..