domingo, 11 de maio de 2014

SAUDADES DE RACHEL SHEHERAZADE



Agora a pouco li um post de um tal Felipe Moura Brasil detonando o Ricardo Boechat e defendendo a jornalista do SBT Rachel  Sheherazade, até parece que a Rachel precisa de algum babaca para lhe defender,  e o mais incrível é a quantidade de comentários endossando o post desse idiota, no Brasil falar certas verdades inconvenientes é tão difícil quanto ser sincero, corre-se até risco de morte, o sujeito nesse caso esse tal Felipe Moura Brasil não entende que o Brasil precisa de 100 Ricardo Boechat e 200 Rachel Sheherazade,  precisamos de jornalista que fale o INCONVENIENTE, que falem coisas para nos tirar do conforto das telenovelas, concluindo,  tanto Boechat quanto Sheherazade , cada um a sua maneira são primordiais para um  Brasil mais critico e consciente de suas mazelas, que um ou outro extrapole em suas opiniões só reforça a existência deles, de suas criticas, de suas opiniões, numa sociedade assumidamente cômoda e covarde, é imprescindível que exista mais jornalista como esses dois.

Alguém pode estranhar este post, pois aqui mesmo eu fui o PRIMEIRO a escrever um comentário avassalador sobre a jornalista RACHEL  SHEHERAZADE, entretanto prefiro ela cuspindo fogo, que seu silencio, que assistir agora a censura  branda que lhe impuseram. Prefiro ver a Rachel Sheherazade falando coisas inconveniente, criticando de forma áspera e as vezes exageradas que seu silencio. SAUDADES DE RACHEL SHEHERAZADE, e para me redimir, e mostrar o quanto estou sentindo falta de seus comentários, vou fazer impossível DEDICAR UM FELIZ DIAS DAS MAES PARA ELA. Volta Rachel, estou com saudades minha nega.

Ainda sobre esse Felipe Moura Brasil o cara escreve para a revista VEJA, é incrível a quantidade de jornalista criticando um colega seu, se a metade desse tempo fosse gasto para criticar nossas mazelas de repente o Brasil não era tão alienado como um todo.

O NOSSO GRANDE PROBLEMA CONTINUA O DE SEMPRE , analfabetismo , PESSOAS QUE SABE LER, MAIS NÃO SABE INTERPRETAR, que ouve e não sabe interpretar, entender o que ouviu, ou então que sabe de fato ler, mais tem preguiça de raciocinar, essa questão do linchamento publico, essa guerrinha entre os dois jornalistas, ou melhor , o rotulo que as pessoas tentam colocar na Rachel ou mesmo no Boechat é que é, se não infantil, típico de uma pais de analfabetos, grotesco.