quinta-feira, 10 de abril de 2014

OU FAZEMOS UMA REVOLUÇÃO, OU NÃO MELHORAMOS NADA



O maior problema do BRASIL, nosso, para ser mais explicito, é o maldito costume de nos contentarmos, de elogiamos o RAZOÁVEL, de achar, que melhoramos um POUCO num espaço de 10 anos, ou tão somente porque essa ou aquela administração publica foi razoavelmente melhor que a anterior, estamos na direção certa, ou coisa do gênero, é sobretudo nos contentarmos com pouco, como se esse pouco fosse algum dia evoluir para algo decentemente memorável, ou mesmo louvável. É o que acontece agora com a IMPRENSA e intelectuais do RIO DE JANEIRO, que elogiam o governo do sacripanta SÉRGIO CABRAL FILHO, ou daquela débil mental secretaria de Educação  da cidade do Rio, que também está se despedindo, a senhora intelectual CLÁUDIA COSTIN.

Então é assim: o sujeito fica 4, 5, 6, 7, 8 anos no governo, numa secretaria e no final seu LEGADO, é, apenas um pouco superior que seu antecessor, pronto se isso acontece, é motivos para merecer RIOS de elogios de todos. O Brasil só mudará sua política, sua educação, saúde etc e tal, no dia que um governo ou mesmo vá lá, um secretario fizer de FATO uma revolução, na sua pasta, na sua administração. Se um secretario de educação fica 4,5 anos na pasta e no final obtivermos uma pequena vitória, alguém me diga por favor, onde está a gloria nisso, num pais onde a decadência aumenta décadas após décadas, pesquisa após pesquisa.

Dito isso é que tanto o governo Sergio Cabral por inúmeros motivos que já disse aqui mesmo, foi apenas mais um governo, que nada fez, que não investiu pesadamente na infraestrutura do estado, na educação, na saúde, muito menos em melhorias de transportes etc e tal, apesar de contar com bilhões de dólares a sua disposição, no mesmo caso é da INTELECTUAL CLÁUDIA COSTIN, sua administração pela pasta de educação do Rio fico marcada pela alienação, pela arrogância, e sobretudo pelos maus tratos de professores para com crianças COMO EU MESMO PROVEI , LITERALMENTE AQUI.

Aliás e por falar em CLÁUDIA COSTIN, minha intenção era fazer seu ENTERRO SIMBÓLICO, IGUAL FIZ COM O DEFUNTO SÉRGIO CABRAL FILHO, mais ainda dá tempo, VÁ PRO INFERNO CLÁUDIA COSTIN. Agora só falta o sorridente e debochado EDUARDO PAES.

A proposto a senhora CLÁUDIA COSTIN deixa a Secretaria de Educação do Rio, por uma proposta IRRECUSÁVEL, se isso não é uma piada, é o que?? admissão de SUPREMA MEDIOCRIDADE, ou seria covardia, pelo visto nem mesmo uma  NOTÓRIA INTELECTUAL foi capaz de revolucionar a educação de nossas crianças. Tudo bem CLÁUDIA COSTIN pode fazer seu exaustivo levantamento"positivo" em todos esses anos na frente da Educação.

Enquanto houver jornalistas e intelectuais elogiando essas merdas, acreditem a tendencia é  APENAS piorar.

Antes que seja tarde, a REVOLUÇÃO que me refiro no título é nos moldes que fez a COREIA DO SUL, alguem já leu algo sobre isso. ACORDA BRASIL.

Elogiar o POUCO, e nos contentarmos com isso, é o mesmo que abonar o elogiado caos em que vivemos.