sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

4 DIAS MARTELANDO COM 'DESCARTES' - PARTE III



Descartes escreveu: "Para dizer que uma coisa é infinita, deve-se ter alguma razão que a faça conhecer como tal, o que se pode ter apenas de Deus, mas para dizer que ela é indefinida, basta não ter razão pela qual se possa provar que ela tenha limites".

Em 1647 o mundo era demasiadamente pequeno, infantil e tosco, dai que seja compreensival a obstinação de DESCARTES em querer provar a existência de Deus apenas pelo lado 'logico', pela 'evidencia de sua razão', de sua mentalidade, algo impossível nesse limiar de 2014, em que assistimos 'AO VIVO' cenas macabras envolvendo crianças, recém nascidos e idosos, querer falar , querer provar a EXISTÊNCIA DE UM 'SER PERFEITO' nos dias atuais, não é apenas patético, é também coisa de FANÁTICO, e não venham com aquela insuportável lorota que o mal vem apenas do homem, que o homem é que é responsável de tudo de ruim que ele provoca,  e coisinhas do gênero, existe ladainha mais patética???