terça-feira, 14 de janeiro de 2014

4 DIAS MARTELANDO COM 'DESCARTES' - PARTE I



Descartes escreveu: "Eu não sou(...) nada de tudo o que posso fingir e imaginar, pois supus que tudo isso não era nada, e que, sem mudar essa suposição acho que não deixo de estar certo de que sou alguma cousa".

Um dos maiores erros da humanidade é esse: 'é ter certeza que é alguma coisa', ou de um outro ponto de vista, uma das coisas mais hilaria do universo é a conclusão que temos, que a humanidade tem, que 'é alguma coisa'. Somos e continuaremos a ser, perante o universo, algo tão importante e ao mesmo tempo, tão insignificante quanto um mero grão de areia. A certeza de  que "sou alguma coisa" não me eleva mais que esse grão de areia.

CONTINUA