domingo, 1 de dezembro de 2013

'EU VOU VENCER NA VIDA, TODOS VÃO VER'



O 'vencer na vida' se transformou num dos mais famosos, e irresistível mantra desse limiar de século , todos, até mesmo aquele que nasceram no topo, se sente na obrigação de proferir o mesmo mantra "eu vou vencer na vida, todo vão ver", ainda que isso nada signifique ou nada acrescente, a impressão que se tem é que a vida é uma corrida contra o tempo, contra o próprio ato de viver, em pró de algo a mais, de algo material, ou então vá lá de algo puramente visível, onde as aparências é tudo.

É obvio todos tem a obrigação de sonhar, e batalhar por uma vida melhor, por uma situação minimamente confortável, tanto financeiramente como no status da sociedade em que se vive, o problema é quando isso se torna uma obsessão, as vezes as pessoas esquecem, nessa luta a qualquer preço, em torno desse 'vence na vida', que quase sempre o 'vencer na vida' é algo fantasioso, algo que existe apenas na nossa mentalidade , pois quase sempre a nossa vida pessoal por si mesma já é uma vitória, as pessoas não se comparam mais a seus vizinhos, a maioria normal dos seres que lhe cercam, a grande vitrine são sempre a minoria, aquela minoria que se encontra no termo 'celebridade', ou então naquele amigo ou parente que se deu bem na vida,  é por isso que as publicações de autoajuda,  ou nas religiões do 'eu vou vencer na vida, todos vão ver' a cada dia cresce, ninguém nunca esta satisfeito consigo mesmo, as pessoas vivem numa luta eterna contra o próprio ato de viver, contra si mesmo, estão sempre se cobrando, estão sempre atrás de um posição impossível, onde o status e a beleza seja o máximo que podemos almejar, e consequentemente conseguir, esquecendo que para se considerar UM VENCEDOR, ou para VENCER NA VIDA, precisamos apenas de algo simples, darmos um mínimo de atenção aos mínimos detalhes, a nós mesmo, e principalmente para aquele que estão literalmente ao nosso lado, o que os outros pensam, os que os outros acham, o modo como os outros se comportam, a forma como os outros vivem, o jeito que os outros gastam, se vestem, se comportam é indiferente, é mesmo insignificante, se todos resolverem deixarem de viver em pró desse outro, desse outro que está apenas visível na nossa mente mais que não nos inserem não nos diz respeito, que está LONGE, DISTANTE - não se iludem nossa vida se transformara num mar de sofrimento, desgraça, desgosto e desapontamento.

Ninguém vence na vida se comparando com 'o outro', ninguém vai se dar bem se espelhando em casos magníficos, exemplo de sucesso, ninguém vai se tornar um milionário lendo qualquer porcaria ensinando os passos para a felicidade, ou para o sucesso, olhe para si mesmo, olhe para aqueles que estão ao seu lado, não se esqueça disso, muita vezes o sucesso está apenas no fato de não esquecermos das pessoas que convivem no nosso lado, no nosso  dia-a-dia, que precisam dessa atenção, que dependem direta ou indiretamente disso.