terça-feira, 7 de maio de 2013

...NEM TODOS COMPARTILHAM DESSE 'FELIZ DIA DAS MÃES'



É interessante e estressante, a forma avassaladora que a mídia-marketing nos fuzila, 30 dias antes da tal data que eles inventaram como sendo oficialmente o DIA DAS MÃES, como se algo tão obvio pudesse ter um dia especifico. Tudo bem, a data realça, ou pelo menos para aqueles filhos desastrados, o amor que devemos ter por elas. Embora por outro lado, daquele lado dos que, por vários motivos não tem mais sua mãe ao seu lado, ou daqueles milhões que nunca tiveram alguem especial para chamar de MÃE, nesse caso essa enxurrada da mídia se torna uma tortura psicológica. Há dois anos minha mãe partiu, numa manha de sábado do dia 9 de abril, ou seja, logo após veio o bendito dia 'das mães', desde então esses dias que antecedem a data se tornaram um martírio, de dor, de lembranças, de inquietações, e sinceramente, fico torcendo para que a data passe o quanto antes.

A questão aqui não é exatamente a a lembrança, a saudade de alguem especial que já, não está entre nós, É antes de tudo a forma escrota, marqueteira, maquiavélica e demolidora que a MÍDIA-MARKETING nos expõem e impõe, esquecendo que nem todos tem suas mães 'VIVAS', que nem todos compartilham desse 'FELIZ DIA DAS MÃES'.