quarta-feira, 8 de maio de 2013

David Bowie, A HIPOCRISIA RELIGIOSA e o novo clipe de "The Next Day"



Que o velho Bowie voltou com tudo, ninguém duvida, seu novo trabalho, depois de um longo e tenebroso inverno, está no topo e não é por acaso, e para detonar ainda mais o cantor lançou esta semana o novo clipe de "The NEXT DAY", e desde já coloco o video como um dos mais polêmicos do ano de 2013, ou seja quando o assunto é religião, é FATO: há HIPÓCRITAS PARA TODOS OS GOSTOS: Veremos o video e a reação dos santos hipócritas de plantão:




O dia seguinte



" Olhe nos meus olhos, ele diz a ela

Vou dizer adeus, ele diz sim

Não chore, ela implora a ele se despedindo, sim

Durante todo aquele dia, ela pensa no amor dele, sim

Eles o vão chicoteando pelas ruas e becos ali

Os simplórios e a multidão que ladra estão bem ali

Eles não conseguem deixar

De ouvir aquela canção do Juízo Final

Eles não conseguem se saciar com isso tudo

Ouça

Ouça as prostitutas, ele diz a ela

Ele molda esculturas de papel delas

Então as arrasta para a margem do rio na carroça

Os corpos de papel empapado

São lançados à costa no escuro

E o sacerdote rígido de ódio

Agora pede que a diversão se inicie

Às suas mulheres, vestidas como homens

Para o deleite daquele padre

Aqui estou

Não exatamente morrendo

Meu corpo apodrecendo em uma árvore oca

Seus ramos lançando sombras

Na forca para mim

E o dia seguinte

E o próximo

E um outro dia

Ignorando a dor das suas doenças particulares

Eles o perseguem pelos becos

Perseguem-no descendo as escadas

Puxam-no pela lama e cantam a pedir a sua morte

E o arrastam aos pés do padre de cabeça violeta

Primeiro eles lhe dão tudo o que você deseja

Depois retiram tudo o que você tem

Eles vivem de pé e morrem ajoelhados

Podem trabalhar com Satanás

Enquanto se vestem como santos

Eles sabem que Deus existe, pois o Diabo lhes disse

Eles gritam o meu nome em voz alta no poço abaixo

Aqui estou

Não exatamente morrendo

Meu corpo apodrecendo em uma árvore oca

Seus ramos lançando sombras

Na forca para mim

E o dia seguinte

E o próximo