sábado, 18 de maio de 2013

A MORTE DE UM UNICO NORTE-AMERICANO, EQUIVALE A MORTE DE 10.000 AFRICANOS

ATENÇÃO: (O conteúdo a seguir foi identificado pela comunidade do YouTube como sendo potencialmente ofensivo ou inapropriado. Contamos com o seu bom senso para decidir se deseja assisti-lo ou não.)





Eu já disse aqui certa vez, que a morte de um único norte-americano, equivale em termos de relevância mundial-midiática, a morte de 10.000 africanos, 5.000 asiáticos e 1.000 europeus. Resumo, toda vez que acontece algo de anormal , como esse recente circo midiático armando em Boston, o mundo para, é incrível a quantidade de jornalista-comentaristas, aqui no Brasil por exemplo que escreveram, que comentaram, que falaram dessa idiotice, assim se passaram horas, dias, semanas, se falando, se comentando sobre os mesmos assunto, as mesmas mortes, chega a ser bizarro a importância, a relevância que o mundo dê para esses acontecimentos, nada contra, devo lembrar, mais um minimo de amor próprio não seria prejudicial, hoje aqui no Brasil por exemplo morre mais gente por violência, por explicita ausência de segurança publica do que qualquer outra guerra dos últimos 30 anos em todo o planeta, logico o caso Síria não entra nessa contabilidade.

Não é possível que esse medíocre poderio militar e cultural dos ESTADOS UNIDOS ainda vai se perpetuar nesse seculo. Definitivamente a China tem que avançar urgentemente, ninguém aguenta mais tanto monopólio de uma única cultura.

Outra questão, nesse exato momento esta acontecendo o maior genocídio desse limiar de seculo na SÍRIA, nem por isso a imprensa mundial comenta, a mídia dá relevância, a ONU leva tudo no deboche, pelo menos é o que aparenta:  são mais de 120 mil pessoas, inocentes mortas, mais de 1 milhão e meio de pessoas que saíram de suas residencia, de seu conforto, de seu pais, no entanto nada disso importa para o mundo dito globalizado e civilizado. É estranho.

O video em questão chama atenção pela crueldade, pela monstruosidade, e por fim pelo ódio que se alastrou na SÍRIA, e ai pergunto se a vitima fosse um NORTE-AMERICANO, o mundo trataria isso apenas como bizarrice????????????????????????????????????????