sexta-feira, 19 de abril de 2013

O PAIS DO 'BOM COMPORTAMENTO'




Então é assim: o sujeito assassina um cidadão na base da pauladas, facadas, e marteladas, muitas vezes são crimes brutais, de uma crueldade sem limites, e o que acontece, o obvio, logo , logo esse mesmo sujeito é preso e condenado a 16, 18, 25 anos de prisão, entretanto uma vez na prisão esse assassino-monstro em pouquíssimo tempo, tem direito a privilegios, a regalias ou a nobre liberdade, O MOTIVO?? é simples, durante este pouquíssimo tempo em que ficou atrás das grades, ele foi considerado um BOM PRESO, um amigo de todos, um típico preso que dentro do presídio se tornou numa espécie de bom samaritano, ajudava na cantina, na faxina dos banheiros e na capela, resumo, ele portanto esta automaticamente apto a receber as regalias, que diga-se estão todas aparadas pela nossa belíssima e novíssima lei, o CÓDIGO PENAL NACIONAL.

As vezes eu fico pensando: Afinal, qual o preso que não tem um BOM COMPORTAMENTO, nesse caso o obvio vocifera, se não ele não tiver um BOM COMPORTAMENTO, onde mais ele teria, no inferno? no céu? ou morto?? Com isso criamos uma nova modalidade prisional o SPA, com a diferença que ele o sujeito entra magro e sai gordo, com direito a comida, roupa lavada, cama e chuveiro  tudo pago pelos otários, nós, e o mais alarmante é isso: uma vez na rua, esse mesmo BOM SAMARITANO QUE FICOU MESES DANO UMA DE BOM SAMARITANO, SE TORNA EM QUESTÃO DE SEGUNDOS, ASSIM QUE É COLOCADO NA RUA, NO MESMÍSSIMO MONSTRO DE OUTRORA.

Ainda tem cretino que leva a NOSSA JUSTIÇA A SERIO.