terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

QUEM DE FATO É JOSEPH RATZINGER o PAPA BENTO XVI?



Um covarde, um hipócrita, um leviano, quem foi, ou QUEM DE FATO É JOSEPH RATZINGER, o  PAPA BENTO XVI? o que levou ilustre e idolatrada figura a tomar decisão tão radical, tão inédita, e tão inesperada? foi fruto de coragem, de inteligencia, do peso da idade, da perda da propagada fé, dos embates em torno do poder, o que levou o nobre PAPA a renunciar seu papado????

Perguntas, hipóteses, lendas, investigações, documentos,  historias, mentiras, etc e tal, ou seja, o legado, para muitos, de Bento XVI, está em aberto, ou melhor está nesse exato momento sendo escrito, sendo memorizado, sendo propagado, sendo estudado, de algo é certo, a decisão de RENUNCIAR não foi , digo não teve nada haver com a propagada nota oficial divulgada por ele, pelo Vaticano, a bem da verdade, DA MINHA VERDADE, o legado de BENTO XVI é as trevas, a escuridão, um papado de intriga, de HIPOCRISIA, de mentiras, de covardia mesmo, de esconder o NEBULOSO, ESCONDER DURANTES DIAS, MESES, ANOS DÉCADAS, as centenas de casos envolvendo PADRES PEDÓFILOS, os MILHARES DE CASOS MUNDO A FORA, que tornou a igreja de Roma um lugar onde a falta de escrúpulo, de moral, de religiosidade passou a ser a regra, o silencio no Vaticano, em especial do próprio PAPA se torno insustentavel.

ALGO TEM QUE SER DITO, AINDA QUE O FANATISMO DA FÉ SE PARTA EM 1000 PEDAÇOS: BENTO XVI, o nobre alemão JOSEPH RATZINGER, é um mediócre, e digo mais, provavelmente o PAPA BENTO XVI foi o mais intelectual o mais inteligente dos papa nos últimos 200 anos, entretanto toda sua intelectualidade não salvou seu papado da mediocridade, este é seu legado, este é BENTO XVI um medíocre, em todos os sentidos ou pela ausência de inciativa, de coragem ou mesmo pelo excesso de COVARDIA, E AÍ, o que mais ele deveria ter feito, além da renuncia.

Bento XVI cunhou esta expressão, 'HIPOCRISIA RELIGIOSA" em um de seus últimos pronunciamentos públicos, deveria ter aproveitado a oportunidade e ele mesmo ter se autointitulado  como um hipócrita, pois é impossível ser um católico no seculo XXI e não ser um hipócrita. Os milhões de casos envolvendo padres pedófilos é o exemplo máximo dessa hipocrisia, afinal alguem responde por favor, onde estava DEUS, onde estava o PAPA, onde estava  a FÉ, o CRISTIANISMO, a MORAL, onde estava o ESCRÚPULO diante da PEDOFILIA, diante das quatros paredes, onde só havia um PADRE e uma CRIANÇA???? é obvio que ninguém responde, todos preferem o silencio, a renuncia a tão falada, e em voga HIPOCRISIA RELIGIOSA, há de ser hipócrita para continuar fingindo, para continuar fazendo de conta que nada acontece, que tudo faz parte do passado, que tudo faz parte da fraqueza humada, da carne, disso ou daquilo. A sociedade como um todo teria, obrigatoriamente, que ter a PERCEPÇÃO da gravidade disso, da pedofilia, na igreja católica, porque não são casos isolados, é quase que a regra, quem já esteve em algum seminário mundo afora, sabe muito bem do que estou falando, pois a sociedade deveria cobrar mais, a percepção de que a pedofilia na IGREJA CATÓLICA , foi tão ou mais inaceitável e monstruoso do que os nazista em relação aos judeus, é este tipo de percepção de cobrança, de comparação é que teria que ser feito pela própria sociedade, a HIPOCRISIA RELIGIOSA, de todas as religiões diga-se beira o ABSURDO, tudo é uma questão de analisar os fatos, analisar os envolvidos quem eram os envolvidos  e o que estas pessoas teriam  obrigatoriamente que ser diante da sociedade, da comunidade.

POIS BEM , é este o LEGADO DE BENTO XVI: A cúpula papal acobertou e defendeu a PEDOFILIA, a IGREJA CATÓLICA provou que é apenas uma SEITA, nada MAIS, o resto o fanatismo explica, o resto portanto fica por tanto da INFINITA HIPOCRISIA RELIGIOSA.

É isso BENTO XVI , apesar de toda sua intelectualidade é um MEDÍOCRE, e já vai tarde.. E TENHO DITO.