terça-feira, 30 de outubro de 2012

A MORAL NO SECULO 21 - PARTE 2



A moral no seculo 21, se carateriza, não APENAS naquela velha 'obediencia cega aos costumes, de qualquer natureza que estes sejam', a praga da Moral no mundo atual se alarga, se expandi, se propaga em todas as direções do homem social, do homem ecológico, do homem supostamente preocupado com a natureza, com o homem  que se preocupa com os animais, com a florestas, um exemplo, observem: hoje ninguém defende, ninguém mais se preocupa fala, comenta, sobre as crianças abandonadas, sobre as crianças órfãs, sobre as crianças viciadas em crack, hoje cuspir na cara de um CACHORRO, tem muita mais repercussão do que se fosse com um pequeno ser humano, a indignação na sociedade beira ao absurdo, de fato de tão absurdo, quando assistimos tanta gente se indignando por este ou aquele cachorro, jumento, gato, ou qualquer outro animal domestico ou não, é porque de fato a moral no seculo 21 esta diferente, tudo isto foge do normal, do plausivamente aceitável, é algo que foge do bom senso, diria. A MORAL NO SECULO 21 TENDE A USAR A PRÓPRIA 'RAZÃO' COMO ALICERCE DE SUA IMPOSIÇÃO DE AGIR E DE AVALIAR, nesse caso o individuo atua de forma serena e independente com o STATUS de alguem pleno, confiante que sua MORALIDADE, que sua MORAL se aplica ao todo, que sua moral é INCONTESTAVEL, que ninguém ousa desqualificar, debochar, ridicularizar, é a MORAL DE TODOS PARA TODOS, uma moral, não imoral mais apenas MORAL com o aval egocêntrica-alienada de se comportar.


No fundo é isso, a Moral no seculo 21 como tudo alias evolui, está evoluindo, mais não se enganem, qualquer idiota com um minimo de esforço intelectual é capaz de desmascarar um MORALISTA, pela simples logica que toda moral seja ela qual for é HIPÓCRITA, não resite AO ESPELHO, não resiste a si mesma, não resite a logica, muito menos ao OBVIO da situação.

No seculo 21 o excesso de liberdade, de conhecimento de informação, tudo isso é apenas um pretexto para justificar uma suposta MORAL INCONTESTÁVEL, uma moral que as pessoas ficam literalmente envergonhada de criticar.

No seculo 21, ser LIVRE, não é como outrora, SER IMORAL, é ser apenas espontâneo, é LIVRE para criar e impor sua própria noção, percepção de MORAL de MORALIDADE.

continua amanha.