segunda-feira, 24 de setembro de 2012

SEEDORF E ADRIANO, O NOBRE E O VAGABUNDO



Nos próximos dias vamos ter no campeonato brasileiro a volta do IMPERADOR , do novo  (não tão novo assim) contratado do MENGÃO, e assim, o futebol nacional vai ter o que existe de mais nobre e ao mesmo tempo de mais repugnante, de mais vagabundo.

O nobre aqui é representado pelo holandês SEEDORF que veste a camisa do BOTAFOGO.  CLARENCE SEEDORF não é apenas um exímio profissional (desde ZICO não via nada semelhante), é , alem de tudo um legitimo NOBRE DO FUTEBOL, honesto, leal, sincero, companheiro, humilde, não é perfeito é sempre bom lembrar, defende com garras e dentes as cores de seu time, e é matador, goleador. É um tipo de profissional que deveria servir de exemplo para as estrelas do momentos leia-se NEYMAR e cia.,

Do outro lado representando o jogador irresponsavel, vagabundo no pior sentido do termo, alcoólatra, ou seja um bem representado jogador tupiniquim, ia esquecendo PREGUIÇOSO, temos o atacante ADRIANO, que há tempos deixou a alcunha de IMPERADOR para colocar a faixa do vagabundo mais ilustre do futebol brasileiro, quiçá mundial.  ADRIANO só é jogador, ainda, porque existe administração que abona este tipo de comportamento, do contrario hoje seria  MENDIGO, É fato.

Embora eu seja  um cidadão da nação  rubro negra, prefiro gastar meu dinheiro comprando camisa com o numero de jogadores como SEEDORF, não é porque seja futebol que tenho que me igualar a figuras nojentas  como é o caso de ADRIANO - O VAGABUNDO.

OBSERVAÇÃO: A favor de ADRIANO tem o fato dele também ser um DOENTE, a questão é: quando que o jogador vai admitir que precisa urgentemente de tratamento, de ajuda????? Essa esta percepção o próprio jogador tem que admitir sua condição de VAGABUNDO.