FOTO DO FIM DE SEMANA:O projeto fotográfico Looking for Alice ilustra a vida de uma família e de Alice, uma criança com síndrome de Down. “Eu não estava a comandar ou a documentar a vida da Alice. De certa forma, as imagens fluíam da vida que temos juntas”, conta Sian Davey numa entrevista à revista “Lensculture”. “Estou muito atenta a certos momentos e ao efeito da luz e da cor. A minha inspiração é vasta, mas é o presente que me inspira, tudo o que preciso está onde eu estou naquele momento”. Sian Davey, que trabalha como psicoterapeuta, inicialmente não soube lidar com a situação. “Fiquei profundamente chocada quando a Alice nasceu como um bebé imperfeito. Não era o que esperava”. Ao perceber que a sua rejeição estava a ser sentida pela filha, Sian colocou os preconceitos de lado e optou por olhá-la de uma forma diferente: igual a todos. "Apaixonei-me pela minha filha. Todos nos apaixonamos". VEJA MAIS FOTOS DE ALICE: http://www.publico.pt/multimedia/fotogaleria/looking-for-alice-351623

terça-feira, 14 de agosto de 2012

A GUERRA DOS 'FOCAS'



O Brasil, provavelmente, é o único pais do universo onde os jornalistas, ao invés de fazerem o obvio, ou seja, de orientar, de debater , de informar e outras peculiaridades tipicamente da profissão, vivem constantemente, e literalmente eternamente se digladiando, quem lê, ou pior quem tem a assinatura de revista semanais como VEJA, ISTOE, CARTA CAPITAL e aquela outra do grupo Marinho, sabe  bem do que estou falando, e se não sabe é porque adora este de jornalismo, e isto é sempre bom lembrar não é só nas ditas revistas semanais, se vê constantemente nos principais jornais do Brasil e o mais tosco, nas duas maiores TV abertas do pais. Quase sempre, nas entrelinhas, há um recado para a rival ao lado, é um jornalismo de dar nojo, onde a maioria por incrível que pareça adora, e se poem de lado, ou de um ou de outro, parecem uma tipica guerra de focas, aqueles focas recém formados que mal sabem escrever, assim como este blogueiro, é tudo surreal, mais é o jornalismo que o brasileiro tanto se orgulham. Se todo este ódio, se toda esta briguinha fosse canalizado em pró da EDUCAÇÃO , da saúde e da infraestrutura, de repente, não fossemos uma nação de HIPÓCRITAS, de RETARDADOS e de OTÁRIOS, tipico de gente  ALIENADA, que no final é o que todos somos, e seremos eternamente. AMEM.

Em tempos de julgamento do mensalão e de CPI do Cachoeira as coisas só piora, É LAMENTÁVEL.