quarta-feira, 18 de abril de 2012

A VIOLENCIA PODE SER JUSTA?



"A VIOLÊNCIA É JUSTA E LEGITIMA QUANDO É LIBERTADORA, OU QUANDO VISA EVITAR A MORTE , DESDE QUE SEJA USADA COMO ULTIMO RECURSO, JÁ TENDO SIDO ESGOTADOS TODOS OS OUTROS CAMINHOS POSSÍVEIS". A frase copiei de um livro qualquer, mais evidencia algo que a cada dia ao que parece esta se tornando rotina. AFINAL A VIOLÊNCIA PODE SER JUSTA?

A pergunta é um pouco sem sentido, infantil diria, esta frase , esta interrogação é constante no meio  filosófico, religioso, é usual diante das grandes questões humanitárias, e etc, no entanto o  próprio conceito de JUSTO nem sempre é sinonimo de JUSTIÇA, as vezes, ou quase sempre é principalmente no dito mundo globalizado, sinonimo de intolerância, de vingança, além do mais VIOLÊNCIA, a palavra  não deixa duvidas, VIOLÊNCIA seja ela qual for não há a menor possibilidade de ser JUSTA, quando se tenta justificar um ato violento, estamos justificando algo impossível de justificar, algo injustificavel, e o mais grave abrindo caminho para um tipo incomum de violência: a BARBÁRIE.

Então a resposta exata para a pergunta do título é NÃO, nenhuma violência é justa, nenhum ato violento contra um ser, contra um individuo, cidadão pode ser justo, nenhuma guerra pode ser declarada justa. É certo entretanto que tudo é uma questão meramente de conceito, de retorica religiosa, ou seja, por mais ilusória que seja, porém é preciso, é necessário, é imprescindivel sempre enaltecer a PAZ, a não violência, qualquer outro caminho, qualquer outro tipo de oratória, serve, para as MENTES DELICADAS, como pretexto e justificativa para fazer de um ato violento apenas uma questão de JUSTIÇA, ou uma questão de INTOLERÂNCIA, ou uma questão de HONRA, de liberdade e etc.

O filosofo italiano NORBERTO BOBBIO escreveu "A guerra justa por excelência seria a guerra de defesa ou mesmo a de reparação de uma ofensa, e injusta a guerra de agressão". O que mais se vê hoje em dia é seres intolerantes pegando frase, discursos como esse para justificar seu próprio conceito de guerra,HOJE GUERRA, não é, como a historia conta, entre nações, as maiores guerras, as mais sangrentas, é JUSTAMENTE A GUERRA ENTRE INDIVÍDUOS, UM TIPO DE GUERRA QUE TAMBÉM MATA, QUE TAMBÉM AMEDRONTA, UM TIPO DE GUERRA NOBRE, nobre porque o individuo sempre tem uma justificativa nobre para ela, ele sempre vai dizer que sua guerra é uma guerra justa, uma guerra "JUSTA POR EXCELÊNCIA". A guerra entre indivíduos é rotina na Europa e Asia, um tipo de guerra em evidencia,. um tipo de guerra que nasceu da seguinte interrogação: A VIOLÊNCIA PODE SER JUSTA?

A essência humana é violenta, , é animal, nem por isso nos  precisamos saber, nós precisamos ter certeza. Somos todos animais só não precisamos  é enaltecer esse 'detalhe' definitivamente se há algo que não precisamos é de retorica justificando nosso LADO VIOLENTO-JUSTO de ser.

Há outras perguntas tão interessantes como essa, por exemplo: Como ser JUSTO diante de uma civilização cada vez mais inserida em um tipo de violência-moralista-ética-intolerante? Como deve proceder a justiça nesse caso, a justiça também tem que ser  baseada em preceitos morais-éticos-e as vezes intolerantes, e inaceitáveis???

Nelson Mandela em sua autobiografia escreveu para justificar que também já participou de luta armada disse: "Até mesmo CRISTO, quando foi deixado sem alternativa, usou a força para expulsar os vendilhões do templo. Ele não era um homem violento, mas não teve escolha, senão usar a força contra o mal". A logica que toda violência é justa quando se trata de defender a honra, a liberdade, e a opressão é no minimo patética, infantil, tosca e débil, além de que, nenhum DEUS seja ela qual for é exemplo máximo de PAZ, de não violência, ou algo que seja, muito pelo contrario, quando um INDIVIDUO MATA POR CAUSA, PARA DEFENDER A HONRA DE UM DEUS, este DEUS perde automaticamente toda sua LEGITIMIDADE, CREDIBILIDADE. A grande e intragável lição nisso tudo é : O homem  não precisa de justificativa para ser violento, ele não precisa de exemplos edificantes para justificar sua essência. O individuo que pratica a violência contra seu semelhante, em nome de evitar um 'mal maior' , de defender sua suposta liberdade, ou em nome de qualquer outro pretexto supostamente NOBRE, ele prova para si mesmo e para seus semelhantes que tem de fato o mesmo DNA de um ANDERS BREIVIK , de um MONSTRO qualquer. Não trato de estimular uma vida SUBSERVIENTE ao extremo trato sobretudo de enaltecer a JUSTIÇA, o JUSTO. A violência tem que ser abortada, ainda na raiz, ainda no primeiro individuo, sem necessidade de uma contra reação violenta.(mesmo porque alguem pode perguntar, E quando vivemos e uma sociedade, pais, civilização que não há justiça?? é simples, a vida só não merece ser vivida sob um único motivo, aspecto,  quando sentimos uma dor tão forte, que torna inviável vive-la, a vida é algo tão magnifico, tão único, tão gratificante, que é impossível o individuo abdica-la por motivos banais, ou para se tornar um  idiota-mártir, ou para viver eternamente lutando por algo impossível, a liberdade, a única liberdade que existe é nossa vida, é o ato de viver, quando algo não vale a pena, não vale a pena também lutar, podemos também, se não estamos satisfeito com nossa vida de eternos escravos, podemos lutar, existem varias maneiras de se ir a luta, sem que para isso seja necessário usar a violência contra o semelhante, contra outro individuo) . POR FIM, TUDO QUE ESCREVI, tem um forte ODOR DE HIPOCRISIA, DE UTOPIA , DE IRREAL, é verdade não nego, CONCORDO TAMBÉM que  no atual momento, de intolerância máxima, PREFIRO , PELO MENOS NESSE CASO, ENALTECER  ESTA UTOPIA, do que SERVIR DE EXEMPLO PARA UM PSICOPATA, UM MANIACO, UM INTOLERANTE, UM DÉBIL MENTAL QUALQUER.

OBSERVAÇÃO: E se de fato ficar provado que não existe outro caminho , outra ação, alternativa que impeça a proliferação da violência então .silenciamos...e partimos todos, imediatamente para a guerra, para o ataque, motivos não nos falta para praticar um mero ato de violência, para praticar algo que faz parte  do nosso próprio DNA. Você escolhe.