domingo, 29 de abril de 2012

O ABSURDO DO SER HUMANO




O ser humano é um ser 'absurdo', sua vida, só tem sentido pelo lado absurdo da situação. Nossa verdade, é tão absurda que chega a ser constrangedora. A nossa propagada liberdade é utopicamente absurda. Nossa ética, nossa moral só pode ser levada a sério pelo absurdo do termo, em relação a complexidade dos costumes. E por falar em costumes , há algo mais absurdo. Nossa democracia, nossas leis, nossos dogmas, é tão absurdo de se cumprir, de se entender que chega a ser irritante. A morte é extremamente absurda, de tão absurda é também fúnebre. No final a única coisa não absurda é nossa religiosidade, pois nesse caso o absurdo deixa de ser absurdo, par se tornar estranhamente, em uma RAZÃO-ABSURDA.

Olhando de cima (COM OS OLHOS DE UM DEUS), não resta duvida, o absurdo é fascinante, tanto na vida como na morte.