terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

QUEM É O CIDADÃO EUROPEU?


A Europa precisa de um RUY BARBOSA, ou seja de alguem que raciocine e decida por eles.

Qual a diferença entre o SONHO, A UTOPIA e a REALIDADE, no primeiro nós estamos dormindo, no segundo  estamos sonhando acordado e na terceira estamos de fato acordado, porém sem percepção desse fato. A ousadia dos Europeus em sonha e colocar em pratica este sonho, o sonho de uma EUROPA unida é algo que se tornou real, com a diferença que nem eles mesmos acordaram para a importância  desse fato. O que eu quero dizer é que: não adianta um PARLAMENTO EUROPEU, não adianta uma MOEDA ÚNICA, uma CONSTITUIçÃO ÚNICA, não adianta colocar em pratica os ESTADOS UNIDOS DA EUROPA, nada disso adianta se os EUROPEUS não se consideram um legitimo CIDADÃO EUROPEU.

O problema Europeu não é financeiro, mesmo porque a ideia de que o PIB minúsculo de uma Grécia ou de um Portugal possa levar a EUROPA inteira ao buraco é hilario, é real, mais não menos hilario. O problema EUROPEU é de EGO, é de ausência de cumplicidade, de ausência de noção do que seja um CIDADÃO EUROPEU, se a EUROPA de fato almeja um futuro glorioso, o primeiro passo é abdicar de sua soberania de EGOS, como querer levar a UNIÃO EUROPEIA a serio se seus próprios cidadãos não se consideram EUROPEUS. Enquanto houver o orgulho exacerbado, exagerado de ser Alemão, Frances, Italiano... mais remota é a possibilidade de um dia a EUROPA se definir como UNIÃO EUROPEIA. Não se pode pensar apenas em si, apenas em seu PAIS, enquanto uma NAÇÃO EUROPEIA se desmancha como um tipico boneco de neve. O conselho é tosco, ingenuo admito, no entanto o mais dramático, é que, apesar de tanta evidencia os próprios EUROPEUS não perceberam que o problema  não esta no sistema financeiro, esta neles próprios. A UNIÃO EUROPEIA é real, o problema que seus cidadãos tratam tudo como um SONHO, ou pior , como uma UTOPIA.

CONTINUA AMANHA.