sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O MOMENTO MAIS EXECRAVEL DO STF em 2011: OS BANDIDOS DO SUPREMO ABONAM ATO TERRORISTA


 Eis ai A PRAGA NUMERO 2, ou melhor o MOMENTO  EXECRÁVEL numero 2 do STF em 2011.


Um dos momentos mais execráveis da historia do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL DO BRASIL se refere ao caso em que o Supremo não apenas abonou o ato de um terrorista, mais fez deste mesmo terrorista um cidadão brasileiro, com os mesmo direito de qualquer cidadão de conduta inabalável. "Votaram pela liberdade do ex-ativista Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Ayres Britto e Marco Aurélio Mello. Contra a liberdade ficaram, além de Mendes, os ministros Ellen Gracie e Cezar Peluso. Os ministros José Antonio Toffoli e Celso de Mello não participam do julgamento, por se julgaram impedidos." Com isso podemos muito bem colocar os nobres BANDIDOS  Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Ayres Britto e Marco Aurélio Mello. como pessoas da mesma estirpe de Cesare Battisti. O mais nojento nesta decisão foi o argumento de que para eles o que valia mesmo era a tal da soberania, ou pior uma decisão já tomada pela pilantra do senhor LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, só mesmo em uma democracia de fachada que se leva um sujeito como o LULA a serio.  Os BANDIDOS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL liberam o terrorista CESARE BATTISTI não por vontade própria ou por isto ou aquilo eles deram a moradia para um TERRORISTA por um simples motivo o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL é uma instituição sem caráter, sem hombridade, sem escrúpulo, onde o que vale não é a constituição, não é a lei, o que realmente vale é estar sempre ao lado do poder, poder leia -se LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, este sim é o nome como já disse aqui , o nome nobre o verdadeiro cara que manda, os VAGABUNDOS DO STF estão lá apenas para abonar atos de um demagogo. Portanto  débil é todo aquele que espera algo de serio do julgamento do mensalão, em breve volto ao tempo. 



Quem é de fato o terrorista CESARE BATTISTI  " Battisti foi condenado por um tribunal italiano que o considerou culpado pelos assassinatos de quatro pessoas na década de 70 e sua extradição era exigida pela Itália. O ex-ativista foi detido no Rio de Janeiro em março de 2007, durante uma operação conjunta realizada por agentes de Brasil, França e Itália, e desde então continuava preso."

O governo Italiano é um governo de merda, pois do contrario , se realmente tivessem interesse de mostrar a satisfação, digo a insatisfação pelo ato insano do STF do Brasil, o minimo que teria que ter feito é mandar prender um seis bandidos do STF assim que as patas em  em solo Italiano, ou então em ato continuo em qualquer pais da UNIÃO EUROPEIA.

Continua AMANHA: A PRAGA NUMERO 3.