terça-feira, 3 de janeiro de 2012

AFINAL, QUAL A REAL REPRESENTATIVIDADE DO STF?


A pergunta que faço e exijo resposta rápida é: Como é feita a nomeação de um ministro? Você alguma vez foi consultado? Você alguma vez deu sua opinião sobre alguma nomeação para o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL? Afinal, qual a real REPRESENTATIVIDADE desses nobres senhores perante a sociedade?

Este ano dois ministros se aposentam , os ministros AYRES BRITTO e o atual presidente CEZAR   PELUSO, e aí alguem sabe como acontece tais nomeações, tais substituições?



"No procedimento brasileiro, a nomeação dos ministros pelo presidente da republica se dá após a aprovação por maioria absoluta do Senado Federal. Nas duas ultimas vagas preenchidas no Supremo, uma pelo ministros DIAS TOFFOLI e outra pelo ministros LUIZ FUX, o tempo entre a publicação da indicação no Diário Oficial e sua aprovação pelo Senado foi de uma semana, já entre aprovação pelo Senado e a nomeação presidencial o tempo foi de dois dias". Resumo, a poste, digo a Dilma indica um nome e em menos de 10 dias o sujeito é empossado. Ninguém fica sabendo quem é o nomeado, não há sabatina no sentido literal do termo, o que há é apenas um ritual protocolar, patrocinado e abonado pelo Senado. A sociedade civil como um todo não é consultada, não há audiência publica, não há transparencia, não há interesse em fazer do ato , da nomeação um momento de debate, um momento de evidenciar que de fato vivemos em uma legitima DEMOCRACIA.

Diante disso eu interrogo novamente, quem de fato, os nobre ministros  do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL representa, a presidência da Republica,  ou a sociedade civil, qual a legitimidade desses senhores para decidir algo que seja??

A nomeação de um ministro de nossa suposta Alta Corte, não se da por merecimento, por legitimação da sociedade, se da por interesse obscuros, se da sobretudo pela incapacidade que temos de impor nosso próprio modelo de DEMOCRACIA e de JUSTIÇA.

CONTINUA AMANHA.

STF. INSTITUIÇÃO DE NOBRES VAGABUNDOS E BANDIDOS - PARTE 3