sexta-feira, 4 de março de 2011

PAULINHO DA VIOLA, É HOJE O SEU DIA

Venho por meio desta declarar que hoje 04 de MARÇO de 2011 esta proclamado oficialmente como o dia nacional do PAULINHO DA VIOLA, nascido PAULO CÉSAR FARIA é cantor, compositor violonista. O sambista foi homenageado por ser não apenas o NUMERO 1 no mundo do samba, mais como o grande representante da verdadeira MUSICA POPULAR BRASILEIRA. Homenageando o nobre PAULINHO DA VIOLA estou também homenageando diretamente o CARNAVAL 2011, assim como a cidade do RIO DE JANEIRO e por extensão as MULHERES. O dia 4 de Março será lembrado aqui no blog como o dia NACIONAL DO PAULINHO DA VIOLA, e não se trata de um ato pequeno, se trata do mais HONRADO musico em atividade no BRASIL. Quando digo honrado é no sentido literal do termo, ou seja de alguém cuja fama foi adquirida por seu próprio mérito, virtude e profissionalismo.

Separei 2 momentos para eternizar este dia, primeiro a linda MEU MUNDO É HOJE, na voz do nobre e de composição de WILSON BATISTA, e CORAÇÃO LEVIANO com composição do próprio.(AMANHA COMEÇA OFICIALMENTE O CARNAVAL 2011, o meu recada é: JUÍZO, MODERAÇÃO, o importante é que todos estejam vivo na quarta-feira de CINZAS). volto no próximo dia 11. abraços.






Meu Mundo É Hoje

Composição: Wilson Batista
Eu sou assim, quem quiser gostar de mim eu sou assim.
Eu sou assim, quem quiser gostar de mim eu sou assim.
Meu mundo é hoje não existe amanhã pra mim
Eu sou assim, assim morrerei um dia.
Não levarei arrependimentos nem o peso da hipocrisia.
Tenho pena daqueles que se agacham até o chão
Enganando a si mesmo por dinheiro ou posição
Nunca tomei parte desse enorme batalhão,
Pois sei que além de flores, nada mais vai no caixão.
Eu sou assim, quem quiser gostar de mim eu sou assim.


Coração Leviano

Composição: Paulinho da Viola

Trama em segredo teus planos
Parte sem dizer adeus
Nem lembra dos meus desenganos
Fere quem tudo perdeu

Ah coração leviano não sabe o que fez do meu
Ah coração leviano não sabe o que fez do meu (mas trama)
Este pobre navegante meu coração amante

Enfrentou a tempestade
No mar da paixão e da loucura
Fruto da minha aventura
Em busca da felicidade
Ah coração teu engano foi esperar por um bem
De um coração leviano que nunca será de ninguém