quinta-feira, 3 de março de 2011

A MORAL, DA LIBERDADE

- Um dia fomos todos livres, um dia, em uma época a humanidade foi livre, hoje somos apenas prisioneiro de nossa própria vontade de ser livre;


- A liberdade hoje é sinonimo de coisas banais , um dia em uma época foi sinonimo de livre-arbítrio;


- O homem abdicou de sua liberdade no exato momento que decidiu viver em sociedade, que se formou a tal da civilização;


- De que adianta ter livre pensamento, se não podemos expressar esta condição, sem se deparar com a nossa própria hipocrisia;


- O que os jovens, pensam do conceito de liberdade? já sei, qualquer coisa que venha relacionado com a Internet. Este é um conceito errado(que pena), pois a Internet reforça ainda mais a nossa prisão mental;


- Estamos nos encaminhando a passos largos, para o supremo enclausuramento, aquele estado de total alienação, indiferença e egoísmo, e esta prisão é boa, pois nos conforta, nos deixa mais humano e seguro, nos deixa também mais idiota. A liberdade passará (em pouco tempo) a ser não apenas um sonho distante, mas uma utopia, das mais complexa, a bem dizer;


- Nem tudo , porém, está perdido, pelo menos enquanto houver pessoas ousadas, franca consigo mesma, e com uma certa e exagerada dose de atrevimento, enfim qualquer coisa que lembre um homem livre, é este tipo de liberdade que almejo, obviamente.