terça-feira, 29 de março de 2011

MONTAIGNE, A pergunta do século - PARTE 9

"Será verdade que, para sermos completamente bons tenhamos de o ser por disposição natural e inconsciente, independentemente de leis, raciocínios e exemplos?".

É fato que exagerei no título, entretanto certas interrogações devem ser feitas, ou melhor reformuladas a cada século, pelo menos enquanto não existir uma resposta que agrade a todos, que todos estejam de comum acordo, neste quesito a pergunta de MONTAIGNE continua viva e forte.

Já virou chavão aquela ladainha de que 'a maioria é bom', ou 'os bons prevalecem, sempre e sempre sobre o mal humano', ou 'os bons morrem cedo'. Não acredito na dita bondade humana, é tudo uma baita de uma forçação de barra, reconheceu porem, que sem este extraordinario esforço humano, a vida seria humanamente impossível. De resto, afirmo que "para sermos completamente bons" teríamos que abdicar da nossa suprema humanidade.