quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

OS KARAMÁZOVI de DOSTOIÉVSKI - PARTE 1

O conveniente lógico, era que destrinchasse o famoso copia e cola da obra de PAULO COELHO, ou então a obra do mais novo indicado ao NOBEL DE LITERATURA 2011, o gênio da literatura tupiniquim o nosso magnifico  - e cara de pau - CHICO BUARQUE DE HOLANDA, no entanto e portanto, e entretanto por se tratar de um blog INCONVENIENTE, cínico e exageradamente arrogante, vou fazer um longo e complexo exame do VERDADEIRO GÊNIO DA LITERATURA UNIVERSAL FIÓDOR M. DOSTOIEVSKI e sua magistral obra prima OS IRMÃOS KARAMÁZOVI.

E digo logo, se trata de algo recomendado apenas a leitores fã da obra, ou seja quem não sabe, quem nunca ouviu falar de DOSTOIEVSKI é melhor escolher outro blog, preferecialmente aqueles que contem apenas imagens.

A minha intenção é comentar, criticar, complementar, elogiar, dissecar(tudo bem, não chega exatamente a ser isto tudo) aquele que é um dos mais belo dialogo já escrito por mãos humana, que vem a ser a parte que os irmãos IVÃ e ALIÓCHA sentam numa mesa para discutir banalidades, não no sentido banal do termo, mas sim de uma forma fascinante, instigante,  provocante, obscura, emocionante e intrigante.

Devo esclarecer antecipadamente, que não se trata de nada que diz respeito, ou melhor que deva ser levado a sério no quesito literalmente literário. Volto a repetir para entender os post desse mês é necessário ter lido a obra, ou ENTÃO DE GOSTAR DE LER ALGO A MAIS, ALÉM DO CONVENIENTEMENTE PROPAGADO.

CONTINUA AMANHA.