quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

O GRANDE INQUISIDOR DE DOSTOIEVSKI - PARTE 9

A grande questão no poema de IVA, possivelmente é aquela parte que o inquisidor olhar para DEUS e diz: "Aponta-o com o dedo e ordena os guardas que o prendam". A frase pode ser vista como simbólica, mais reflete toda a logica do inquisidor diante de DEUS, a de que se se realmente somos livres para acatar os dogmas da igreja, temos também que ser livres para apontar-lhe o dedo e tomar satisfação, para pedir explicações, e não me venham me dizer que ninguém teria o que interrogar, eu mesmo se topasse com DEUS hoje, amanha, ou daqui a 50 anos iria com absoluta certeza apontar-lhe o dedo para DEUS o todo poderoso e cobrar indenização por danos morais, matérias irreparáveis e impagáveis, esta é a meta, as vezes é necessário todos tomarem vergonha na cara ou coragem, tanto faz , para apontarmos o dedo para DEUS , ou mesmo ordenar para nossa mente que o prendam, talvez somente desta forma ele, DEUS também crie vergonha na cara e faça as coisas direito, faça do mundo um pouco mais justo, e uma humanidade  mais tolerante e menos tosca. OU SERIA QUE TODOS ESTÃO SATISFEITO EM UM MUNDO QUE SEMPRE FOI REPLETO DE MONSTROS FANTASIADOS DE SERES HUMANOS.  A menos, obvio , que você seja um daqueles covardes que adora, propagar que MONSTROS SÃO SEMPRE OS OUTROS. DIXI - tenho dito.

CONTINUA AMANHA.: "O tudo é permitido" de DOSTOIEVSKI