segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

O GRANDE INQUISIDOR DE DOSTOIEVSKI - PARTE 6

Deixemos, portanto, a suposição de lado e vamos ao proposto, ainda que ele sobrevivesse na sua forma humana apenas 48 horas, mais ainda  assim é fascinante o encontro de DEUS por exemplo, com um pai que perdeu a 5 anos atrás seu único filho na ocasião com 5 anos de idade, aliás foi justamente no aniversário de 5 anos que a criança desapareceu e nunca mais foi vista, a pergunta do pai para DEUS era previsível - Ó bom DEUS, onde está meu filho, e eis que DEUS responde - Morto, e o pai faz a pergunta que é de interesse de todos - POR QUE? A pergunta do pai para DEUS é simples, monótona e ao mesmo tempo avassaladora, é a pergunta que mais intriga a humanidade, pois sabemos que o que menos interessa é a resposta de DEUS, seja ela qual for o sofrimento de 5 anos, a angustia, a insonia destes 5 anos não desaparecerá, e se mesmo assim DEUS conseguir o improvável, se ele conseguir ressuscitar o filho e reconstituir desde o inicio a vida do pai, zerando os 5 anos, ainda assim restará a mais revoltante das perguntas, da interrogação: então tudo foi uma fraude, então, então tudo é manipulável, tudo é mentira e hipocrisia, afinal a vida é real, ou somos apenas fantoche de DEUS?

CONTINUA AMANHA