segunda-feira, 11 de outubro de 2010

A CRIANÇA, O PRESENTE E O DICIONÁRIO

Chega a ser intrigante que a cada dia os pais se transformaram em uma marionetes de seus próprios filhos, talvez passem pela cabeças desses pais, algo do tipo: '- vou dar para o meu filho tudo que meu pai não teve condições para mim dar'; E ai os pais começam, a ter um comportamento estranho, alguns mesmo sem ter condições financeira para isto, resolve dar um computador para seu filho que acabou de completar 8 anos de idade, outro compra um celular para o pivete de 10 anos, tem aquele pior, que compra um carro para o garotão que completou 17 anos, pode ser normal, pode ser compreensivel, pode ser elogiável. Mais neste 12 de Outubro eu comprei um dicionário para minha filha de 7 anos, assim toda vez que ela pergunta - pai o que é pedofilia? pia o que é sexo? pai o que é arrastão? pai o que é ateu? pai o que é ética?... EU RESPONDO, olha no dicionário. Com certeza um dia minha filha vai ter um computador só para ela , um celular só dela, um carro só dela. Mais por enquanto, o que ele precisa mesmo, é de um dicionário, só dela.

Moral da historia: o LIVRO , apesar de tudo, ainda é uma excelente opção para presentear uma criança, seja em que idade for, de 0 a 90.