sexta-feira, 3 de setembro de 2010

A MORTE DO JORNALISMO: O BRASIL DE LUTO - PARTE II

A MORTE DO JORNALISMO: BRASIL DE LUTO - PARTE 2

Muitos ainda não se aperceberam, mais há verdade é que com a morte do JORNAL DO BRASIL, MORRE TAMBÉM O jornalismo, POIS ASSIM COMO OS JORNAIS MORREM, O CONCEITO DE JORNALISMO TAMBÉM MORRE, PRINCIPALMENTE EM RELAÇÃO A PAÍSES TOSCOS DE INTELIGENCIA, DE CRITICA E DE CREDIBILIDADE COMO ATUALMENTE É A NOSSA ILHA, que apor sinal ADORAMOS CHAMAR, declarar , QUE TEM UM TAMANHO DE UM CONTINENTE, MAIS INTELECTUALMENTE, AGORA MAIS DO QUE NUNCA COM A MORTE DO Jornal do Brasil, É NA VERDADE UMA GRANDE ILHA.Junto com o JORNAL DO BRASIL  MORRE O JORNALISMO, MORRE A CREDIBILIDADE DOIS ATUAIS JORNALISTA-COLUNISTAS-FORMADORES-DE-OPINIÃO, PEGA-SE OS DOIS PRINCIPAIS JORNAIS DO Brasil, O estadao.com.br e O GLOBO, e  O QUE SE VER, SE PERCEBE E NOTA É UM TERRÍVEL EMPOBRECIMENTO DE Ideias, DE NOVAS OPINIÕES, DE NOVA MENTALIDADE, O ESTADÃO ainda tem uma longa vantagem de contar com centenas de colaboradores espalhados pelos principais jornais do mundo, aqui no RIO DE JANEIRO a coisa é triste. Ainda para piorar ainda tem aquele jornalista que assina a mesma coluna para vários jornais, ou seja NO JORNAL O GLOBO E NO ESTADÃO batem ponto o magnifico LUIZ FERNANDO VERÍSSIMO, JOÃO UBALDO RIBEIRO,, e aquele outro muito amigo do falecido Tim Maia, como é mesmo o nome do cara, aquele que já disse em uma entrevista que para escrever uma coluna de 20 linhas fica 10, 15 dias elaborando, como é mesmo o nome do sujeito....????.. qualquer coisa que termina com Motta. RESUMO, fica parecendo que existem apenas 6 duzias de gatos pingados com capacidades intelectual para escrever uma coluna, uma opinião, até parece que aqui é a Venezuela, a Colômbia, onde há apenas 6, 8 mentes brilhantes. Com a MORTE DO JORNAL DO BRASIL dar para ver claramente a pobreza intelectual que é as redações dos principais jornais do Brasil, é justo afirmar que pelo menos aqui no Rio muitos dos que hoje trabalham no GLOBO, e no DIA, são ex-JB, assim como é justo que há muitos, há muitos anos JORNAL DO BRASIL não era exemplo de bom jornalismo, e é exatamente por isso, como continuarei amanha e domingo, que DECRETO FORMALMENTE A MORTE DO JORNALISMO, DA CREDIBILIDADE, DO BOM E VELHO JORNALISMO DO BRASIL.

CONTINUA AMANHA.