quinta-feira, 23 de setembro de 2010

EM DEFESA DO FANATISMO -PARTE 3

Não é verdade , como diz MARIO VARGAS LLOSA, que "todo o resto pode e deve ser sacrificado", o fanatismo nasce em primeiro lugar da defesa apaixonada do individuo por uma ideia, uma paixão que seja, isto não quer dizer de maneira nenhuma que ele vai cometer algum ato ilícito, para defender a qualquer custo esta paixão, esta ideia, esta causa, significa apenas que a tendencia é ele aperfeiçoar esta causa. A ideia prematura, intolerante e macabra, de que para defender uma causa temos que quase sempre destruir seus detratores, é assustadora, isto implica em dizer que para defender uma ideologia o individuo tem que dizimar moralmente ou literalmente tudo que vá contra este pensamento, é aquele velho problema religioso da imposição do pensamento ÚNICO, da verdade UNA. E definitivamente não tem nada haver com o FANATISMO humano, pois este tem como principio, a dedicação irrestrita em torno de um tema, tem como essência o aperfeiçoamento da essência humana. A ideia propagada e tola de que todo fanático é um doente, é um perigo, não é real, é apenas uma tentativa de colocar um termo, uma definição como eterno escravo de nossas imposições, convicções religiosas, independente de religião ou não, temos que incentivar os fanáticos em torno de suas paixões excessivas, temos que honrar aqueles fanáticos que lutam por uma democracia plena, por todos os fanáticos que exigem uma educação de qualidade para todos, enfim o fanatismo é e sempre sera o principal e único alicerce do conhecimento, do bom senso e da razão, e reconhecer isto não chegar a ser uma questão de fanatismo, ou de bom senso, é uma questão de INTERPRETAÇÃO, de se entender um termo, de modo particular.

- Eu já escrevi alguns post, sobre o termo FANATISMO e sempre dentro do contexto religioso e da doença, da maldição e por ai afora, devo concluir portanto que existem dois tipos de FANATISMO, de fanáticos, aquele nobre que acabei de mostrar, e aquele que é sinonimo de cegueira-ideológica-religiosa, e este ultimo só existe porque nós não admitimos a CONTESTAÇÃO, o livre arbítrio em torno da liberdade de expressão, isto na verdade não é FANATISMO, e SIM INTOLERANTISMO,que vem A SER A DOUTRINA DOS INTOLERANTES, SISTEMA DOS QUE NÃO ADMITEM OPINIÕES DIFERENTES DAS SUAS, ESTES SIM SÃO OS VERDADEIROS PSICOPATAS DA SOCIEDADE.