sexta-feira, 17 de setembro de 2010

A DEMOCRACIA GENOCIDA DA REVISTA VEJA - PARTE 2


Uma das maiores aberrações do dito pensamento ocidental, sempre tão em voga, é aquele pelo qual prega que a democracia tem que ser imposta (Quando há apologia em torno da DEMOCRACIA, nas entrelinhas está explicito, quase sempre, e quase que literalmente, que SIM é isto que achamos, concordamos e pensamos) ainda que este tipo de IMPOSIÇÃO represente a morte de milhões de inocentes, ainda que esta imposição represente a aniquilação de uma nação. Para nós a democracia é o regime perfeito ideal para nós e para o resto do mundo, pouco importa o quão atroz , desumano, impiedoso e cruel seja os MEIOS que se empregue par atingir seus objetivos, estou exagerando????

Na edição do dia 8 de setembro, a VEJA publicou uma matéria assinada pela JORNALISTA ANA CLÁUDIA FONSECA cujo título "UMA GUERRA A MENOS?" realça ainda mais este tipo decadente e monstruoso de imposições democrática, de democracia genocida. No subtitulo da matéria a reporte coloca "Obama anuncia o fim dos combates no IRAQUE, mas a estabilidade do país e do ORIENTE MÉDIO ainda depende do empenho americano", na integra a reportagem diz ainda, "De modo geral , a vida dos iraquianos melhorou", e "Politicamente, o IRAQUE de hoje é melhor do que nos tempos do ditador SADDAM HUSSEIN".

A matéria da revista VEJA, ainda lembra que "Obama precisa de um IRAQUE democrático", ou seja o mundo acha que a democracia tem que prevalecer, que no fundo é o que todos querem, ninguém lembra, ou não se esforçar em lembrar, admitir, pensar, que hoje, graças a este tipo de ideologia, mais de 1 milhão de iraquianos morreram (quando a revista coloca o macabro e hipócrita numero exatos de 106.541 civis mortos, ela MENTEhttp://tribunaliraque.info/pagina/artigos/depoimentos.html?artigo=644) -e outros milhões tentam desesperadamente sair do IRAQUE todos os anos. Quando se diz que "Obama precisa de uma IRAQUE democrático", valeria sempre a pena realçar que isto, graças a aniquilação de um povo, em 8 anos morrerão mais iraquianos do que morreriam naturalmente em 200 anos.


É sempre saudável que todos levem a serio o que diz a REVISTA VEJA, afinal é o que temos, mas nunca é demais lembrar que sempre cabe interpretações aos fatos, principalmente quando os FATOS SÃO INCONTESTÁVEIS, leia mais sobre a real situação do IRAQUE - http://tribunaliraque.info/pagina/artigos/depoimentos.html?artigo=644