terça-feira, 17 de agosto de 2010

OLHAR ESTANGEIRO E O SENSO CRITICO - PARTE V

JOSE GOMES TEMPORÃO, O MAGNIFICO - PARTE V


No nosso pais o senso critico é algo assustadoramente amador, bajulador, e exageradamente respeitoso, e sinceramente eu não sei o que isto tem de inovador, de bom para a democracia, alias, o termo democracia é sempre exaltado nessas horas, e fica sempre a impressão que todos estão pisando em ovos, com receio de serem acusados de tentarem derrubar os famosos alicerces democráticos, criticar aqui é sinonimo de bajulação , de respeito, de adoração, de manipulação, não existe aqui o sentido de critica construtiva, critica em forma de denuncia, aqui todos reclamam mais ninguém critica no sentido literal, até parece que a nossa democracia é plena em todos os sentidos, só mesmo se for plena de corrupção, de alienação, de demagogia, de estupidez, de cegueira e de completa ausência de percepção de algo que seja. 

No caso do senhor JOSÉ GOMES TEMPORão, chega a ser Hilário que todos respeitem esta celebridade com a reverencia e respeito digna  de um monsenhor, como se o senhor ministro da saúde comandasse a instituição de maior referencia na saúde mundial, como se hoje no país a saúde fosse um exemplo de excelência, é triste, e ao mesmo tem hilario, sim isto mesmo, hilário.