sexta-feira, 13 de agosto de 2010

JOSE GOMES TEMPORÃO, O MAGNIFICO

A alienação hoje é algo tão generalizado, que para criticar, para observar, ou mesmo para analisar algo que seja, tem-se que ter um tipo peculiar e esquisito de OLHAR ESTRANGEIRO, ou seja tem-se que se olhar para o Brasil, para as instituições publicas nacional, e principalmente para os homens públicos, com um olhar estrangeiro,com um olhar de um morador que não nasceu aqui, um tipo de olhar estrangeiro típico de alguém que acabou de chegar no pais., um tipo de olhar que não seja o da alienação, o da ideologia tupinamba, e o da critica, que de critica nada tem, da critica infrutífera, da critica infantil e masoquista(entenderam??).. Estou dizendo tudo isto com o proposito de mostrar como é dúbia, e alienada a critica nacional, e desta vez vou dar como exemplo o HOMEM PUBLICO, O FUNCIONÁRIO PUBLICO O SENHOR JOSÉ GOMES TEMPORÃO.

É interessante como sempre que a imprensa, alguém critica o caos, a vergonha a monstruosidade que é a SAÚDE PUBLICA BRASILEIRA, acontece algo esquisito, porque a critica é sempre endereçada a SAÚDE PUBLICA, A SAÚDE NACIONAL, o que eu quero dizer que nos telejornais, e nos jornais impresso, a critica tem sempre como endereço certo a SAÚDE, como se o problema da saúde, dos hospitais, dos planos de saúde, dos investimentos indignificantes na areá, fosse sempre da INSTITUIÇÃO SAÚDE, aqui o chefe da saúde publica o responsável pela saúde publica, o único que responde por todo o MINISTÉRIO DA SAÚDE, representado pela pessoa do FUNCIONÁRIO PUBLICO JOSÉ GOMES TEMPORÃO, é estranhamente, tratado por todos como o exímio profissional, exímio funcionário publico, o homem honrado, alguem que merece as mais altas honrarias. Dia desse por alguns segundos eu vi o senhor JOSÉ GOMES TEMPORÃO MINISTRO DA SAÚDE DO BRASIL sendo recebido pelo programa da HEBE com tratamento digno de chefe de estado, era como se se estivessem recebendo um presidente da França, e não o responsável direto e indiretamente pelo monstruosidade, pelo caos que é o MINISTÉRIO DA SAÚDE DO BRASIL.

CONTINUA AMANHA