quarta-feira, 21 de julho de 2010

'JORNAL DO BRASIL' MORRE AOS 119 ANOS

'JORNAL DO BRASIL' MORRE AOS 1

19 ANOS

















A noticia de que a ultima edição do JORNAL DO BRASIL esta programada para o próximo dia 20 de Agosto, não chega a ser de fato novidade, uma vez que o JORNAL só respirava através do status que seu nome adquiriu durante décadas.

E tenho orgulho de afirmar que comecei a ler o JB em uma dos momentos áureos do JORNAL, no começo da década de 90. Infelizmente com o fechamento literal da parte impressa do JB fica explicito algo que venho afirmando aqui a meses, anos, ou seja, a de que o BRASIL apesar de toda a sua grandiosidade, de dimensões continentais, é na verdade uma pacata ILHA, pois a imprensa é ridiculamente pequena, as opiniões são como sempre inócuas, o conhecimento é restrito, a critica inexistente. Com a morte do JORNAL DO BRASIL, perde o RIO DE JANEIRO, o BRASIL, a CRITICA, A DEMOCRACIA, A IMPRENSA, A ESCRITA, A SOCIEDADE perde todos e mostra bem o tipo de sociedade que é a nossa. Afinal que sociedade é esta que assiste IMPASSÍVEL a morte do patriarca da escrita, da critica da democracia e da IMPRENSA ESCRITA, que sociedade é esta que gasta milhões para salvar o sistema-podre-financeiro, que joga milhões bilhões, no lixo para viabilizar a já malfadada COPA-2014, que sociedade é esta incapaz de ter qualquer tipo de atitude que lembre algum resquício de SOCIEDADE. O pior de tudo é ter que aturar a SUPREMA VERDADE DO JORNAL 'O GLOBO', e o pior aturar os novos contratados do jornal da família MARINHO, como Marcelo Adnet, Bruno Mazzeo , ia esquecendo do mais ilustre anovato, CAETANO VELOSO como colunista do GLOBO, e o mais dramatico é que não é piada, é serio galera.....entre outros supremos colunistas do jornal. Realmente é de chorar, no sentido mais desanimador do termo.POBRE DO RIO DE JANEIRO, POBRE DE MIM.