quinta-feira, 22 de julho de 2010

BULLYING, CYBERBULLYING E O CAIPIRISMO HEREDITÁRIO

 
 O caipirismo brasileiro é hereditário, é algo nossos, nós nos orgulhamos profundamente de sermos caipira, esta caipirismo não é apenas rude, tosco, é também chulo, pois acreditamos cegamente que ser caipira é ser o cara, é ser chique, sensual e 'otario', é ser os primeiro em quase tudo, mais principalmente nas ditas redes sociais, nos nos orgulhamos de sermos os carpiras que mais acessam o orkut, e tweeters da vidas. Nós nos orgulhamos do nosso caipirismo hereditário da mesma forma que nos orgulhamos do nosso português, não porque nosso idioma seja digno de algum tipo de reverencia e sim porque adoramos idolatrar e propagar que a  palavra SAUDADE só existe em português, só existe em nosso idioma, ou seja o próprio brasileiro já decidiu que a única coisa que se aproveita na nossa língua é o termo SAUDADE, tira-se esta palavra e o resto torna-se dispensável, pois aqui um termo só tem status, utilidade, se for copiado de outra língua, as vezes nem isso, e como prova irrefutável desta prosaica constatação, está o BULLYING, afinal o que é isto? qual o significado deste termo? porque adotamos um nome tão esdrúxulo, para designar algo tão ANTIGO E TÃO ROTINEIRO????? Não, não vou tratar aqui, de algum tipo de bairrismo linguístico ou algo do tipo..

CONTINUA AMANHA

www.centrovirtualgoeldi.com/ FOTO FONTE