sexta-feira, 18 de junho de 2010

MORRE JOSÉ SARAMAGO

MORRE JOSÉ SARAMAGO

Agora a pouco fiquei sabendo da morte do escritor JOSÉ SARAMAGO, a tristeza não é apenas retórica, é acima de tudo demolidora, e a certeza que, com a morte prematura de SARAMAGO o mundo não ficou apenas mais burro como disse, alguém, e nem mais cego, o mundo ficou desumano, imoral, com a morte de SARAMAGO a língua portuguesa perdeu o único status que tinha , o único sentimento orgulhoso, pois só sinto orgulho de falar português,, de escrever quando lembro que era a mesma língua de JOSÉ SARAMAGO. De agora em diante a letra, a filosofia, a literatura, a escrita como um todo está definitivamente mais pobre, mais ridícula e infinitamente mais podre.

Em seu blog de hoje, foi publicado o post PENSAR, PENSAR, que na verdade era uma coletanea de um texto seu escrito no dia 11 de Outubro de 2008, que é o seguinte:


"Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, não vamos a parte nenhuma." Aqui no blog tem um link do blog de JOSÉ SARAMAGO.


Alguns anos atrás estive pessoalmente com o escritor português em uma feira de literatura aqui no RIO, na BIENAL DO LIVRO NO RIOCENTRO, pelo qual consegui dois autógrafos em dois livros, SARAMAGO, se foi, no entanto sua obra fica, a dor fica, a sensação de que algo se foi é lamentável, a língua portuguesa perdeu sua única ligação com o mundo exterior.