sábado, 8 de maio de 2010

A INSTITUIÇÃO E O INDIVIDUO - PARTE V

Muitos se orgulham de defender as instituições com o principal argumento que estas são importantes no chamado núcleo democrático e social, o erro, para não falar alienação, é colocar uma suposta moral institucional acima da moral humana, acima dos fatos e assim enterrando qualquer oportunidade de debate de aperfeiçoamento não da instituição e sim em torno do próprio comportamento humano. Nada no mundo pode se sobrepor aos acertos e aos erros do humano, a instituição seja de que ordem for, nada mais é, que fruto de nossa mania de PERFEIÇÃO. Talvez a única serventia da tal instituição é mesmo acobertar, alienar o que há de mais podre na moral humana cometido ao longo dos séculos. A instituição serve também para mascarar uma suposta dignidade, respeito e honra, mais que no fundo, pelo menos, para aqueles que tem discernimento, acima do homem e dos costumes, não há nada que prove que devemos preservar a imagem e o respeito que muitos fanáticos tem por sua INSTITUIÇÃO, sim porque neste caso especifico a INSTITUIÇÃO, é antes de tudo algo pessoal, idolatrado, egoísta,e que cada um pensa ter por respeito ou por cegueira.

INSTITUIÇÃO PARA MIM, É A PERCEPÇÃO QUE CADA UM TEM DE SUA PRÓPRIA HONRA. Isto sim tem que se defender , preservar, pelos menos para aqueles que tem honra ou que tem percepção..