sábado, 3 de abril de 2010

A ÉTICA, O JORNALISMO E O SACRIPANTA - PARTE II


Quebrou a cara quem apostou que vou comentar sobre o circo apoteótico do ridículo julgamento do casal NARDONI.

Durante longos 20 dias a REDE RECORD transmitiu  os  Jogos Sul-americanos Medellín 2010 na Colômbia, estes jogos representa a principal competição olímpica da AMÉRICA DO SUL, e lá estavam parte da elite dos atletas olímpicos brasileiros, entre eles Diego Hipolito e Tiago Pereira, entre centenas de outros do mesmo nível. Pois bem, durante 3 semanas, os brasileiros competiram, com isso os brasileiros conseguiram 133 medalhas de ouro, 119 de prata e 103 de bronze  totalizando 355 e ficando em segundo lugar na competição. A rede Record transmitiu AO VIVO algumas dessas conquistas, e para isso a emissora investiu uma fortuna em equipamento, e o principal em dezenas e dezenas de jornalistas, não necessariamente para a cobertura dos Jogos Sul- Americanos, mais visando toda uma cobertura olímpica que termina na transmissão exclusiva dos jogos olímpicos de LONDRES-2012.  Lembrando, está será a primeira vez que a Rede Globo fica de fora de uma Olimpíadas, já que aqui, quando uma emissora adquire os direitos de transmissão, teoricamente o restante, não tem o direito de transmitir qualquer competição Ao Vivo, eu disse Ao vivo, isto não quer dizer necessariamente que estas emissoras simplesmente deixem de prestigiar, de anunciar, de publicar as noticias referentes aos jogos e consequentemente seus vencedores, no caso os atletas brasileiros.



Bom vamos, lá, vou direto ao assunto, onde quero chegar, durante 20 dias os melhores atletas brasileiros competiram na Colômbia, e lá brilharam, vestiram a camisa verde e amarela, sorriram, choraram, gritaram se emocionaram, com a medalhas no peito, só, que PASMO, toda está epopeia foi praticamente esquecida, ou seria censurada, pela midia brasileira, pelos jornalistas brasileiros, pelos jornais brasileiros, pela imprensa brasileira. Algo sem precedentes na imprensa nacional, definitivamente algo abominável, repugnante, vergonhoso, mas enfim, ACONTECEU.

CONTINUA AMANHA



2 - Brasil133119103355