terça-feira, 2 de março de 2010

RETROSPECTIVA DE VERÃO 2010 - PARTE III

HIPOCRISIA MÁXIMA DO VERÃO 2010: A execração publica e nacional com o governador do Distrito Federal o excelente administrador JOSÉ ROBERTO ARRUDA. é isso mesmo, até a pouquíssimo tempo atrás o governador era elogiado pela imprensa como um dos melhores administradores do Brasil, jornal como O GLOBO e a revista VEJA, viviam elogiando o jeito eficiente de governar do nobre Arruda (incluindo aquela nova sensação do momento, a colunista que sabe tudo, que opina em tudo, que tem opinião para tudo a COLUNISTA MAIOR DA IMPRENSA, DA MIDIA TUPINIQUIM, QUEM? QUEM? QUEM? ora só pode ser minha amiga MIRIAM LEITÃO, não posso esquecer do Merval Pereira que em uma de suas colunas rasgou fartos elogios ao nobre governador, no entanto agora para ele o homem é um legitimo psicopata, o que mudou? Afinal o bom administrador também pode se transformar em um bom ladrão????). Os cadangos diziam até a pouco tempo que ele era o melhor governador que Brasilia já teve, e de uma hora para outra........, o nosso bravo JOSE ROBERTO ARRUDA se transformou em um pária, indesejável, psicopata, inconveniente, no falso, no ladrão, no debochado, no carrasco e coisa e tal. A pergunta que faço agora e exijo resposta rápida é: Quem é mais psicopata, o sujeito que acredita cegamente em tudo que a midia escreve , fala e publica, ou aquele outra que acredita fanaticamente em tudo que nossos governadores falam? (incluindo aí o Serra e o Aecio)? E por fim o nobre JOSE ROBERTO ARRUDA nada mais é que um típico politico brasileiro, ROUBA mais FAZ. Ou alguém aí, é suficientemente desorientado a ponto de acreditar na honestidade de nossos atuais governadores???????

Esta é nossa realidade politica e fingir está surpreso, ou se escandalizar com a pratica rotineira de nossos políticos é no mínimo desconcertante e hipócrita, para não falar leviano. Definitivamente o BRASIL não precisa de uma mídia, uma imprensa no estilo MARIA-VAI-COM-AS-OUTRAS, que finge se escandalizar toda vez que uma maracutaia politica vem a tona, o que precisamos é de uma imprensa CRITICA, não a critica atual, aquele tipo de critica que ataca quando todos atacam, e sim uma critica eficaz generalizada, aquele tipo de critica que se antecipa aos fatos, a critica mordaz, a critica como deve ser, sem falso moralismo, no BRASIL infelizmente ainda reina aquela lenda, crença, covardia é bom dizer, a de que , ou melhor o medo que a imprensa tem de ser acusada de está obstruindo a consolidação da democracia, de ser uma ameaça a consolidação dos três poderes, e coisinhas do género.E com isto vivemos em um país de faz de conta, tipo assim, a imprensa faz de conta que faz a sua parte, e com ela vai toda uma rede, como se fosse uma espécie de efeito domino, onde todos finge acreditar que tudo é normal que tudo está sendo feito conforte as regras, que o pais melhorou, que o pais está melhorando, afinal não é todo dia que um governador vai preso. São coisas assim, que faz com que , todos nós vamos dormir com a consciência do dever cumprido, e vamos indo de escândalo em escândalo.

(continua amanha)