segunda-feira, 15 de março de 2010

PATRIOTISMO, PATRIOTA, E A NOSSA ETERNA ALIENAÇÃO - PARTE IV

A verdade é que nós não somos patriota, aqui  é normal, o baiano se orgulhar de ser baiano, do gaúcho de ser gaúcho, tudo isto é natural, é normal em termos brasileiros. Agora está mesma atitude para com o BRASIL, não existe, aqui o sentido da palavra patriotismo é quase que inexistente, típico talvez de uma cultura de eterna alienação politica, cívica, alienação de seu próprio direito de sua condição de cidadão, do que realmente venha a ser cidadania.

No Brasil, é normal o sujeito empunhar a bandeira de seu candidato, de seu time, de sua banda, ou mesmo de sua classe, jamais de seu país. Aqui assistir a um show, ir a uma passeata, ou mesmo ir a um comício com a bandeira brasileira, é o mesmo que pagar mico, é virar motivo de chacota, é típico de um idiota, de um excêntrico, a impressão que se tem é apenas uma, nós brasileiros somos mais importante que o sentido de 'brasileiro'. Aqui não existe patriotismo, existe sim o 'puxa saco', 'o jeitinho brasileiro', existe 'o cara', existe 'o esperto, o figura, o bacana', 'o malandro', o 'figura', e por ai afora, isto tudo dentro do contexto bem brasileiro de ser. Mas este brasileiro por incrível que parece não se sente brasileiro, não a ponto de demonstrar no sentido literal do termo, ele, ou melhor nós somos um ser anormal, que não temos identidade,  não temos  historia,  não temos  carater, personalidade,  não temos  heróis, não temos sequer orgulho, temos apenas EGO. Resumindo o brasileiro, é de fato um brasileiro(ou será que somos ET?), só que não veste a carapuça, não se sente um brasileiro, é um típico de um hermafrodita, ou será retardado, tudo bem o ALIENADO, é DE FATO O QUE SOMOS. Alguém aí tem uma explicação melhor????????????????????