sexta-feira, 5 de março de 2010

AUTOCRITICA - PARTE III

O normal é confundir autocrítica , com humilhação publica, se humilhar perante sua família, seu país, é novamente a tal da mea culpa. No entanto, uma coisa é aparecer em público para se desculpar por um ato falho, outra coisa totalmente diferente é a autocrítica, pois esta, é necessário honestidade nas palavras, naturalidades com as palavras, tem-se que haver confiança no que diz, para daí sim transmitir o que se deseja, a retórica da autocrítica, e lógico, é preciso sobretudo ter coragem para se olhar no espelho fixamente por mais de 5 minutos. A autocrítica é o meio mais pratico, curto e eficiente que existe para se chegar a utopia de uma civilização perfeita.

A cultura da autocrítica, é necessário para todo país que almeja algum tipo de reconhecimento, pois é certo ,em um país que não existe a cultura da autocrítica, esta fadado infalivelmente a corrupção rotineira, e ao pior de todas as pragas, a generalização do mau-caratismo, e assim se perpetua neste pais todo um conceito , uma cultura de impunidade, onde todos compartilham e vivem com uma sensação de ausência de justiça plena. (será este tal país o BRASIL?)

CONTINUA AMANHA