domingo, 27 de dezembro de 2009

A VIVACIDADE DO VIVER - PARTE 19

O pensamento religioso massacra e denegri a capacidade da 'vivacidade do viver', ela sustenta que para viver bem temos que dedicar a vida inteira a sustentar um tipo de moral insustentavel, impõem, principalmente que sejamos, reto, perfeito, digno e santo, e assim impede que o homem se sinta como parte do natural, para a religião nós somos sagrado porque somos filhos de um suposto divino, e com isso temos obrigatoriamente e religiosamente seguir os passos doutrinários da igreja e seus divinos mandamentos moralistas, e claro , isto tudo terminar por impedir qualquer possibilidade de viver a 'vivacidade do viver', pois para viver segundo a religião nós temos que abdicar de 'nossa própria vida', que temos para dedicar uma vida permeada por sofridão, entrega, cobranças, deuses, magoa, depressão, e tudo mais, a pergunta que faço é: Em que de ruim a vida seria diferente se não existisse a fantasia religiosa?????? ou então, como poderemos ser melhor que a formiga, se levamos tão a sério a religião????(Continua)