quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

'CRITICA E ALEGRIA'

"A critica, a exclusiva e injusta bem como inteligente, causa para aquele que a exerce um prazer tal como o mundo deve reconhecimento a toda obra, toda ação que provoquem numerosas criticas da parte de numerosas pessoas: pois , a critica deixa um rastro brilhante de alegria, de espírito, de admiração de si, de altivez, de ensinamentos, de boas resoluções. O deus da alegria criou o mau e o medíocre pela mesma razão que o levou a criar o bem". (N.)