segunda-feira, 12 de outubro de 2009

DEFERÊNCIA PÓS MORTE

- Quando um ateu morre num desastre qualquer, o fanático religioso fala: - Também, um sujeito que não acreditava em Deus só podia mesmo ter uma morte tão horrível, vai ver, nem o corpo vão achar;

- Quando um ídolo da musica morre, o fã , fala: - Para mim ele sempre será insubstituivel, sua musica continuara eterna e continuara vivo em meu coração;

- Quando uma criança morre de forma desumana, a vizinha que é mãe solteira fala: - Meu Deus, onde vamos parar, onde já se viu fazer isso com uma criança, amanhã vou rezar para sua alma, foi um anjo que morreu;

- Quando um estuprador morre, a velhinha fala, ou melhor pensa: - Bem fez , que mereceu;

- Quando um padre morre, fulano fala: - Meu Deus ele era tão bom, tão correto, me lembro como se fosse ontem, foi ele que batizou minha filha;

- Quando um viciado morre, o medico fala: - Caramba, o sujeito morreu tão novo, o vicio é mesmo uma desgraça;

- Quando um presidente morre, seus adversários políticos falam: - Apesar de nossas divergências, tínhamos um profundo respeito pelo outro, não resta duvida que fará falta, era uma grande estadista;

- Quando um menor abandonado , menino de rua, morre, nós falamos:- .............................................................................................................................................NADA, ninguém nunca apercebe que eles também morrem.